domingo, 25 de outubro de 2009

Instantâneos...da Croácia. Onde fica?


O país faz fronteira com a Hungria e com a Sérvia e é separado da Itália pelo Mar Adriático. Meu amigo está morando e trabalhando por lá e vai contar causus pra nós. Aqui vai uma pequena amostra de curiosidades croatas. Gostou? Segue ele no blog dele.
http://foureaux.wordpress.com/

Foto do Jr. de uma rua da parte antiga da cidade.


Tomar café. Tomar café e fumar. Duas das coisas que o povo desta cidade mais gosta de fazer.

Impressionante.

Durante o verão, cafés e bares, com seus terraços, na rua – cercados por jardineiras, por placas de vidro ou simplesmente delimitando espaço com as sombras dos guarda-sóis – ficam apinhados. São quatro meses de uma euforia que toma conta dos jardins, das praças e dos parques da cidade. Muitos! Diferentes, sempre com gente andando e cachorros. Muitos cachorros. Coincidência ou não, ainda não pisei em cocô de cachorro (parece que por um milagre da natureza nesta parte da terra, eles só fazem cocô na grama dos parques e jardins). Raramente se vê cocô de cachorro nos passeios, nas ruas… Nem a marca… Pois um engraçadinho qualquer poderia dizer que o povo é educado e cata o cocô, sem exceção. Nem tanto ao mar, nem tanto à terra…

A civilidade tem suas lacunas por aqui também… Motoristas que não usam cintos de segurança e avançam na faixa de pedestres… Buzinam como os cariocas: uma balbúrdia nos dias de chuva e depois da neve… Gritam muito na rua, alto, brigando pelos motivos mais bizarros. E andam, em bom número, olhando para o chão ou com celulares à frente dos olhos e quase sempre com fones de ouvido enfiados nas orelhas… parece até que é moda… Zagreb é uma cidade encantadora, sim… Tomara que não perca o charme com a iminente entrada da Croácia para a União Européia…

Há quem não goste…

3 comentários:

Ieda Dias disse...

Jr, sabe q aqui no Brasil tb. tá todo mundo com essa coisa tufuiada no ouvido. Menos eu, claro, que fico doida se não souber o q acontece a minha volta. Mas ja soube por um amigo, q mesmo sem som, ele não tira a coisa do ouvido. Pra não ser perturbado, pra ninguem falar com ele.
Eu realmente to vivendo fora de época. Ainda sou do tipo que ama gente. Enfim, chaque un c'est chaque un.
bjins

Ana disse...

Eu tenho uma amiga que voltou daí com os dentes bem amarelos, segundo ela de tanto cigarro filtro amarelo e café forte. Diz ela que só percebeu aqui quão amarelos estavam seus dentes. Segundo ela, pra lá seus dentes até que estavam bem. Amo café e cigarro, apesar de não fumar. Se tivesse cigarro que não fizesse mal, acho que trocaria muitos chocolates e coca-colas por cigarros regados a cafés.

Ieda Dias disse...

hhheeeeeeeee...agora o povo pirou de vez...
no iraque os dentes dos nativos são da cor de ferrugem....da cor do chá deles...apesar do nosso país estar cheio de banguelas e pessoas com problemas dentários, o pessoal aqui só não cuida mais porque não tem grana. Mas todos gostariam de ter dentes bonitos. Lá fora isso não é tão importante. Falo do lado de lá do Atlantico porque americano trata bem dos dentes.
bjins