sábado, 30 de janeiro de 2010

TV - Aí, como aqui, não muda nada ! Ruinzinha mesmo !!


Fico impressionada com a tal globalização. Na televisão, então, é o cão-chupando-manga-verde-atrás-da-porta. Tudo igualzim. Não muda nada. As merdas são as mesmas.

Nós, no Brasil, ainda damos o azar de ter que engolir um sapo a mais, que são os programas religiosos. Pra não caçar confusão com nenhuma das religiões, na TV a coisa é feia. Reza e pregação dia e noite que nem o próprio Cristo aguenta mais.

Aqui na França, vejo TV rarissimamente. Assisti um pouco hoje, pra falar pra alguns interessados que me pediram.

Na parte da manhã, além dos jornais tipo os nossos e programas direcionados a donas de casa, a partir de umas dez horas, começam os programas de prêmios, sorteios, perguntas, jogos entre casais, cante a música que tá tocando e continue a cantar depois que ela parár, adivinhe o preço dos eletrodomésticos ou qualquer outro produto ... Já viu esse filme também, não viu? OK.

Depois vem jornal de novo, com as mesmas notícias que foram dadas pela manha. Tal e qual no Brasil.
E, aí, voltam os programas de prêmios. E sempre com platéia ! Ah! Tem uma diferença da nossa platéia.

Por exemplo, nos Gugus, Gimenezes e Faustãos da vida, nas primeiras fileiras só tem gatinhas; saias curtas, pernões, cabelões...

Aqui, nada disso. A grande maioria que frequenta, pelo que vejo e imagino, são pessoas aposentadas ou encostadas pelo INSS local; a mais novinha e mais gatinha tem em torno de sessenta aninhos. Às vezes tem bastante dentes.

No finalzinho da tarde, tem todo santo dia, inclusive sábado, um tal de "Questão pra um Campeão". Desde a primeira vez que vim aqui, eu vejo e já era velho de casa. O mesmo mané que apresenta.
Perguntas culturais e a famosa frase pra terminar, pro ganhador do dia: "Casca fora ou continua?"

À noite tem o jornal das oito horas, que na TV francesa - a não ser que um Haiti quase suma do mapa - só dá notícias locais e regionais, quiném MG ou RJ-TV.

E depois, não tem novela. Lá vem um filme que só Deus sabe de onde saiu, algum musical com cenário de nossa TV dos anos 60 e todo mundo pega um livro e vai ler, pra não emburrecer mais que a dose diária necessária.

Em tempo : tô falando de canais convencionais, que é o que a grande maioria tem acesso.
" Embora tenha estado cem vezes em um lugar, chegar de novo é fazê-lo pela primeira vez. Some-o apenas quando voltar." Mercedes Sáenz

8 comentários:

Renato Negrão disse...

Putz pensei isso em Paris, cansei de ver esses programas... é tudo muito igual mesmo.

Beijos

www.beattheway.blogspot.com

Ieda Dias disse...

Taí o Renato que não me deixa menti sozinha..rs.rs.rs.
bjins

Regina Rozenbaum disse...

Amada
Brigadim por me ajudar no Aquilo que me cativa...se soubesse,se não fosse a BIOS que sou, colocaria esse seu sorrisão no, em breve, NOSSO cativante... Brotos sauros de sessenta na primeira fila rsrsrs! Só mesmo ocê rsrsrs
Beijuuss n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

Ieda Dias disse...

A lista é grande e tentei resumir no que pra mim é muito importante e ao mesmo tempo, ele representa a mesma coisa no mundo inteiro. Alegria.
bjins

Ana R. disse...

A programação da tv em Paris é de chorar....Mas também, estando em Paris, tem uma infinidade de outras coisas pra fazer, inclusive flanar pelas ruas, o que já é suficiente para encontrar um mundo novo em cada esquina...:)

Quanto aos canais a cabo, já existe um recurso para começar a mudar os excessos na programação, tipo repetição de filmes e outros engodos...Tá faltando abrir um canal assim par mudar a programação ridícula da tv aberta.

"Quem está insatisfeito com o excesso de publicidade e a programação repetitiva na televisão por assinatura agora, além de pacotes que não atendem ao interesse, tem a chance de sugerir mudanças. Está em andamento consulta pública aberta pelo Ministério Público Federal intitulada "televisão por assinatura e transparência das relações de consumo: quantidade de programação, quantidade de publicidade e o direito do consumidor à informação". Serão coletadas informações e opiniões para instruir procedimento do Ministério Público sobre o assunto. As contribuições devem ser enviadas pelo e-mail : consulta, ou por carta para a rua Peixoto Gomide, 768 - São Paulo-SP, CEP 01409-904. O envelope deve conter o assunto "Consulta Pública Procedimento 1.34.022.000025/2007-04.publica_mssa@prsp.mpf.gov.br" - Maria Ines Dolcci

José Luiz Foureaux de Souza Júnior disse...

Meu bem,
Estou adorando novo visual! Parabéns! Está em território francês???
Sobre seu último post: programa de televisão, problema e mãe é tudo igual - só muda de endereço (e de língua)!
LOL
;-)
ugodan ti vikend!
pusetina

Ieda Dias disse...

Vero meu bem. Se não fosse TV a cabo acho q nem teria um apareio.
bjins

Ieda Dias disse...

Verdade Ana. Só o que não entendo é que o frances vê tv pra caramba e toda casa tem revista com programaçao. Coisa que no Brasil nem sabemos o que venha a ser. Agora, sair nessa friagem e flanar, só turista mesmo. O nativo tá mais é querendo que o mundo acabe em barranco e que termine o inverno...rs.
bjins

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...