sexta-feira, 7 de maio de 2010

Museu de Artes e Ofícios de Belo Horizonte. Conhece?

O prédio da Praça da Estação, em Belo Horizonte, foi totalmente restaurado e nele foi montado o Museu de Artes e Ofícios. A praça também ficou muita linda ! Ampla, com fontes de água, muito bem iluminada.
Tudo lindo! É uma coletânea de mais de 2.000 peças doadas por uma mineira chamada Angela Gutierrez. Sua família coleciona, todos esses objetos, há mais de 50 anos.

O passeio me fez voltar à minha infância. Muitos, mas muitos mesmo, dos utensílios e móveis que vi, fizeram parte dela. Convivi com tudo isso na casa de meus avós, tios e tias. Na minha casa, minha mãe usava, ainda, muita panela de pedra e ferro.

Os móveis são lindos, tudo arrumado com um enorme bom gosto. Tudo muito bem explicado, com tradução pro inglês e pro francês, com vídeos. Primeiro mundo! Aliás, em matéria de limpeza, os móveis e utensílios estão lustrados como se uma mucama tivesse acabado de passar por ali. Não vi tamanha ordem, em muitos lugares que visitei, nos "Caminhos por onde andei". Nem tamanha clareza de explicações e material tão bem conservado, formando ambientes que faz você se sentir em uma oficina de ferreiro, sapataria, cozinha, moenda de cana...


Dá gosto passear pelos corredores, saber da história de nosso povo, principalmente do povo mineiro. E, mais bonito ainda, é saber que, por esse Brasil a fora, ainda são utilizados muitos dos utensílios e ferramentas.
O que tenho gostado, também, de ver nesses dias que tenho acompanhado minha amiga francesa pelas Minas Gerais, é uma coisa que vejo sempre na Europa e morro de vontade que aconteça no Brasil : crianças nos museus. Vi muita criança, ontem e hoje; grupos inquietos e barulhentos, criança deitada no chão pra ver melhor, agachada pra ler melhor alguma placa e chamando pelos professores pra tirar dúvidas. Isso me deixa muito feliz! Adorei!

No sábado, a visita é gratuita. Muito bom! Apesar da entrada, pra uma pessoa, não custar caro, quando pensamos em pai, mãe e três filhos, aí, já aperta; mais o dinheiro do ônibus, fica difícil, então pais, peguem seus filhos e vão no sábado. As escolas públicas e ONGs, também, não pagam. Pais ! Digam pros filhos avisarem na escola. Escola particular paga meia entrada.
A inteira custa R$ 8,00 e a meia R$ 4,00. Acima de 60 anos paga meia entrada também. Gratuito pros pequenos até 5 anos.

Os corredores são amplos, espaçosos, tem elevador pra pessoas portadoras de deficiência, rampas pra cadeiras de roda.
Mais informações, consultem o site.
Eu adorei, minha amiga amou, e amou mais ainda porque ela nasceu na Costa do Marfim, na África, então, foi como se tivesse vendo um museu na terra dela. Como eu, reviu e matou as saudades de objetos que fizeram parte da nossa infância.



Se você não conhece ainda, coloque na sua agenda. Vá e leve quem você gosta, principalmente a turma mais nova, que não viveu um monte de coisas que o museu mostra.

12 comentários:

JC disse...

Chérie, obrigado.
Temos planos para uma visita às cidades históricas de Minas no futuro.
Mas os locais que você tem apresentado são de cair o queixo.
Somos obrigados a incluí-los.
Valeu mesmo.
Bjs
PS: em Gramado existe um passeio numa residência de um Senhor, um Nono(avô em italiano), que retrata tudo aquilo que meu Nono materno usava em sua casa. As ferramentas simples mas eficientes, o colchão de palha de milho, os costumes, tudo muito bonito e que causa saudades na gente.

Regina Rozenbaum disse...

Ieda, amada!
Acho que sua hóspede tem feito um bem danado prá gente...tá fazendo vc postar as coisas bacanas que temos por aqui! A maioria do povo acha que Beagá naummmm tem nada de bom... Dá-lhe viajante amada!!!
Beijuuss n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com
P.S. JC preocupa nauuummm que Iedinha e eu vamo esburrachar não rsrs Só voar, voar e voar....

Ieda Dias disse...

Vocês vão adorar, JC. Semana que vem ainda vou a Ouro Preto e Congonhas ( se não cair dura até lá) e vou passar o que há de bom. Apesar de ser tudo velho, mas a gente sempre descobre um cantim.
bjins

Ieda Dias disse...

Como diz uma amigo meu: "amigo dá muito trabalho! mas a gente fica feliz...quand eles se vão". Brincadeirinha verdadeira. Nunca neguei que são duas alegrias. Quando chegam e quando se vão...rs
bh tá me surpreendendo.
bjins

Anônimo disse...

Ieda,
Este museu além de lindo, tenho certeza, de que só de chegar a antiga estação "Central do Brasil" trará recordações de pessoas que como eu , são filhos de ferroviários. Estive pensando também, como sugestão para o seu blog, vc começar a ir a diversos bairros de B.Hte e com o seu olho clínico, descobrir coisas interessantes. Coloco-me como "nativa do Barreiro" à sua disposição para conhecer o bairro
Abraços
Sandra Dias

Ieda Dias disse...

Saaaaaaaaannnndra! Venekui!
Idéia ótima cara amiga. Mais opções pra passeios mais em conta.
Topo e vamos marcar.
bjins

Maga. disse...

Minas tem muita coisa boa p se ver, no feriado fui a Tiradentes e redondezas, nunca me canso de lá.Fiquei impressionada com a riqueza do artesanato, principalmente em Prados( bairro Carassa), onde fazem esculturas em madeiras.Coisa de artista msm, bem acabadas , inclusive exportam.
Vi leões esculpidos do tamanho de um automóvel, de cair o queixo....
Não é q minerim trabalha em silêncio, sô!

Ieda Dias disse...

Pretendo dar uma passada por essas bandas tb. Maga, pra ver o que há de novo e passar pros amigos. Realmente é muita coisa pra se ver.
bjins

Rejane disse...

Ieda, se vai a Prados tem que ir a Resende Costa.
Fica uns 20km antes de São João del Rei (entra à direita e depois mais uns 12km, eu acho) e tem um artesanato de teares que é o máximo, além de muito barato. Estando naquelas bandas passe por Coronel Xavier Chaves pra conhecer o mais antigo alambique em funcionamento de Minas, a cachaça é ótima. Aquela região é chamada de Campos das Vertentes e o povo é simpático, hospitaleiro, etc, etc, Minas, enfim.
Boas viagens
Um abraço
Rejane

José Luiz Foureaux de Souza Júnior disse...

Esse é um dos recantos que gosto de visitar de vez emq uando. Como você mesma diz: ativa a memória afetiva. Isso faz bem à saúde! Que bom que aos sábados é gratuito. Nào me lembrava desse detalhe!
beijinho

Ieda Dias disse...

Rejane, anotadíssimas as dicas. Obrigada. Muito chão pra percorrer, né amiga?
bjins

Ieda Dias disse...

Só conheci agora, Juníssimo e amei.
bjins

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...