quarta-feira, 30 de junho de 2010

Fico quiném pinto no lixo dentro dessa loja

Não vivo mais sem meu cachecol recheado de caroço de cereja que entrou no lugar da bolsa de água quente ( os carocinhos da cereja retém calor por longo tempo ). Coloco o cachecol no micro-ondas por dois minutos e, depois, onde quero aliviar uma dor ou mesmo só ficar quentinha. Delícia das delícias. E, se quero geladinho, coloco no freezer - mesmo sistema.
Essa lanterna - que comprei prum amigo - é um dínamo : você roda a manivela e terá luz por um longo período. Tá ficando fraca a luz ? rode mais um pouco. Ecologicamente super correta; nada de pilhas ou bateria. A maioria dos produtos é feita pensando em proteger a natureza.

Estou medindo quantos passos, ou metros ou quilômetros tô andando, com este medidor. Muito legal ! Tenho caminhado mais que notícia ruim e descobri que, meus passos, são mais ou menos assim : mil passos = 1 km. Eu achei interessante ! Você não? Minha borboleta é linda ! À noite fica show de bola - energia solar também. Foi feita pra colocar em jardim mas, como não tenho, fica dando um charme à planta que tenho na porta aqui em casa. Ela tem uma aste longa que, no jardim, quando bate um vento, faz parecer que a borboleta tá voando. Muito linda! E a luz vai mudando de cores suavemente.


O passarinho vai cantando e o espanta-mosquito espantando.

E o sapo avisando da entrada do povo em casa.
Não tá entendendo nada? Vais entender.

Sempre que vou à França, visito as lojas Nature&Découvertes. Mesmo que não compre nada, não tenha nenhuma encomenda, entro pra ver as novidades. E sempre encontro; muitas delas.
Além de serem lojas de um visual muito lindo, a música ambiente sempre é maravilhosa e os cheiros...ai... cada perfume no ar ! Ficam impregnados na minha mente. Bom demais!
Já comprei muita coisa por lá. Algumas coloquei aí em cima pra você ver. Vou dar alguns exemplos e você pode passear pelo site ou, quando for à França, dar uma espiada nas lojas.
Existem lojas em várias cidades francesas e, em Paris, em muitos lugares. E o atendimento é perfeito ! Pessoal muito bem treinado, que vai te dizer, com a maior boa vontade, o que fazer com e pra que servem, vários objetos que, provavelmente, você não vai ter idéia pro que serve. Quer dizer, tô falando por mim; você deve ser mais antenado que eu. Isso é certo...rs.Essa banqueta, pra quem gosta de mexer na terra, jardim ou horta, é um sucesso. Pode parecer frescura, mas, ficar de cócoras e procurando ferramentas em torno da gente, deixa o corpo moído. Sentar no banquinho, baixinho, confortável, com tudo à mão, dá mais prazer no trabalho.

Já comprei, também, um banquinho confortável e dobrável, pra pesca, parecido com este.

Esse "espanta-mosquito" é um sucesso ! Campeão de compras; já perdi a conta de quantos já trouxe. Todo mundo quer um. Curiosidade : onde tem mosquitos, pernilongos, esses bichinhos todos que enchem o saco da gente, é porque tem macho e fêmea juntos. O aparelhinho que, basta colocar no sol pra recarregar, emite um som que espanta as fêmeas, e, onde não tem fêmea, não tem macho. Eles não vem. ...rs. Não mata os bichos, só os mantém longe num raio de 5 metros. Pra pescar, é um céu.

Eu e meus sapos. Esse aí tem pilhas e, quando passamos em frente dele, um sensor faz o bicho coaxar. É pra jardim mas, como não tenho, ele espanta o povo aqui dentro de casa mesmo. Bom pra deixar na entrada da casa; você sempre vai ouvir se tem gente entrando ou saindo.


Esse passarinho é fôfo também. O meu fica perto da janela (tá lá em cima na foto). Se alimenta também de energia solar e canta que é uma beleza; basta passar perto.


Adoro os CD's. Eles tem músicas pra tudo : relaxar, músicas regionais mas, o que mais adoro, são os sons da natureza. Tem CD com som de ventos, mar, pássaros ... o meu é de chuva; todo tipo de som de chuva, desde trovoadas com tempestade e raios, até aquela aguinha que fica correndo depois da chuva. Adoro ! Me acalma, me aquece a alma quando ouço. Quando eu tinha secretária eletrônica, vivia mudando a minha mensagem e uma que adorava colocar, era com o barulho de tempestade. O povo que ligava a primeira vez não entendia nada: mó solão lá fora e o pau comendo nos trovões e tempestade aqui em casa. O de som de pássaros é um barato!
Todos são ótimos !


Essa mochila é um barato ! Além de encaixar o bebê nela, você leva toda a tralha dele num volume só - já carreguei, muito, meus filhotes nela e, às vezes, um nas costas e empurrando o carrinho do outro. Você pode usar com recém-nascido e pequetitos até 4 anos. Se você colocar a mochila na frente, o pequeno fica colado na sua barriga, quentinho (quando é pequenino é a melhor posição). Já maiorzinho, coloque a mochila nas costas; ele se diverte muito. Adoram !
Bons tempos !

Esse patinho faz o maior sucesso no banho. Qual o neném que não gosta de uma luzinha?

Tem muita coisa legal. Dêem um passeio pelo site.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Patinar - Um sonho que nunca realizei.

É interessante como as coisas mudam; os valores, conceitos, possibilidades. Quando eu era criança, me lembro que um dos programas que mais gostava de fazer, era ir ao Parque Municipal da minha cidade, Belo Horizonte-MG.

Passávamos a manhã de domingo brincando em todos os brinquedos, morrendo de medo do escorregador que, pra mim, era da altura do Empire States. Me lembro que uma vez minha mãe teve que subir e me resgatar lá do topo, porque empaquei e a meninada gritava "Desce! Desce! Desce! " e, eu, nada, paralisia total !E, uma das coisas que mais amava, era ficar vendo o pessoal patinando. Não sei se ainda existe, mas tinha um rinque de patinação e era bem legal. Como a cidade é montanhosa, bicicleta e patins são dois elementos pouco habituais do povo. Ninguém aguenta o sobe e despenca morro pedalando, muito menos de patins.E, não sei porquê, nunca tive patins, nunca aprendi a patinar. Será que era muito caro? Será que alguma vez eu já pedi pros meus pais? Não me lembro! Mas, talvez, eu mesma nunca tenha falado nada porque, quando criança, ganhei todos os brinquedos que pedi.

Quando fui morar em Paris, me encantei com a leveza, facilidade, habilidade do povo, sobre os patins. Descobri que criança ganha, desde que começa a caminhar, o primeiro par de patins, de plástico, super coloridos, parecem brinquedo, e daí, começa uma parceria, uma intimidade com as rodinhas que vai seguir por toda vida.

Bicicleta também. Sei andar de bicicleta e, durante toda minha infância, eu tive uma mas, depois de adulta, não. Paris, como é uma cidade plana e ainda por cima tem pista pra bike - que são respeitadas - todos andam na maior tranquilidade.
Inventei de arrumar uma bicicleta, uma vez, e quase morro atropelada. Realmente, a habilidade pra andar lado a lado com os carros, eu não tenho. Sou atraída pelos carros; fico indo na direção deles, então, desisti. Quiném falar uma outra língua. Você pode falar perfeito, vocabulário maravilhoso, sem sotaque, mas jamais vai falar como o nativo daquela língua, porque não nasceu ouvindo aquele som.

Foi um belga chamado Merlim que, em 1760, inventou os patins.
E foi em NY que vi, pela primeira vez, alguém com patins online e fiquei doidinha. E pensava: "se eu já acho que deve ser difícil equilibrar em rodinha aos pares, estas, então, tenho certeza que não consigo", mas estava muito enganada. Não que eu tivesse tentado, mas, conversando com patinadores, eles contam que o equilíbrio é muito bom nos patins online.



Quando o parisiense quer brincar de fazer malabarismo com os patins, ele vai pro Trocadero, perto da Torre Eiffel, que é onde tem uma pequena descida. Já passei horas sentada vendo a habilidade da meninada. É de babar. Muito legal!
Tem também uma turma que patina em frente à Prefeitura onde é plano, mas eles colocam rampas. E patinam com uma perna só, e enfileiram latinhas e vem de frente, de costas, de lado, passam entre elas, dois a dois, três, saltando, dançando... É um barato ! Indo a Paris, principalnmente no verão, você pode se deliciar com essa turma que dá um show.

Dia 13 de junho, pra comemorar o 100º aniversário da Federação Francesa de Patinadores, houve um passeio com a presença de 6.000 pessoas.
Neste link acima, tem um vídeo de um passeio de patins, que mostra o quê eu acho legal, que é a polícia, também de patins, acompanhando e dando apoio e segurança pra turma. Muito legal !http://www.ffrs.asso.fr/ Este é o link da Federação Francesa de Patins, se você quiser se inteirar sobre os passeios.
Existem passeios organizados em vários pontos da cidade e eu já presenciei alguns . Pode ser durante o dia ou à noite. O que mais me chama atenção é a organização; a polícia francesa é muito interessante : tem policial a cavalo, de bicicleta, de patins, de carro, a pé, depende da situação.
Nos passeios de patins, vão alguns na frente, misturados no meio dos patinadores e, também, no final. E sempre tem ambulância, também, no final da fila.
Se você quiser participar, é só se informar no site da Mairie de Paris (prefeitura) pra saber de onde vão sair e quem tá indo; tem turma de veteranos, principiantes, tem de tudo. Não vá se enfiar na turma de veteranos - que sai tardão da noite - se não for phoda nos patins, senão vai ser engolido pelos pitbulls.

Como já não tô mais na idade de me arriscar a quebrar uma perna ou a bacia, deixo pra próxima encarnação essa história de andar de patins.

Por enquanto, me contento em assistir.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Se ouvir "Eu juro que é verdade" é porque é mentira.

Você sabe o que vem a ser Mitomania? Não?
É a tendência patológica, mais ou menos voluntária e consciente, para a mentira.
Tenho um amigo assim. Mente muito ! Bastante ! A coisa é tão maluca, que, certa época, conversamos, fizemos um acordo que era pra não deixar ele mentir mais, vários amigos juntos tentando ajudar, tipo, se ele começasse com uma mentira, a gente cortaria e diríamos: "Isso não é verdade!"
E ele consentiu, mas não deu certo e até virava discussão.
"Eu juro!" era o que a gente mais ouvia, então, deixamos pra lá e chegamos à conclusão de que, só um tratamento sério, faria ele parár com isso. Se ele quisesse, é claro! mas, como em todo "vício", a vítima acha que pode cuidar daquilo sozinha, já sabem no que deu : em nada!

E foram causus e causus, situações inacreditáveis! Lembrei de um causu que acho ótimo. A gente riu muito com ele.

Morávamos no Iraque que, geograficamente, é um país muito bem situado pra viajar, conhecer outros mundos. Quando rolava um feriado ou férias, a gente sempre escapulia; tanto podia ser pra Europa quanto pra Ásia ou Norte da África. E todo mundo tinha curiosidade em saber como foi a viagem do próximo, pegar dicas, o que evitar - no que ajudava muito porque, às vezes, fazíamos uma viagem que já vinha toda mastigadinha. Um sucesso! Bem, sucesso pras nossas primeiras viagens porque, depois, descobri que, descobrir por mim mesma, era também muito bom. Mas, enquanto estamos inseguros, é uma boa ir cheio de dicas.

Um belo dia, estávamos almoçando no restaurante da empresa, que era pertim do escritório, tipo uns 200 metros. Éramos cinco à mesa, e, conversa vai conversa vem, saiu assunto de viagens e alguém falou sobre a viagem que tinha feito ao Egito, o tanto que tinha sido legal, etcetera e tal. E foi a deixa pro mitomaníaco entrar na prosa.

- Eu também amei o Egito, principalmente o Cairo, quando....
Nem chegou a terminar a frase, caímos os quatro em cima dele.
- Escuta meu bem : você nunca foi ao Egito. Sabemos onde você já foi. Tem dó! Não inventa !
- Como não fui? Lembra aquela vez....?
E foi inventando, inventando, as companhias, as comidas, os passeios, as compras, e tudo o mais que qualquer um de nós poderia descrever com perfeição, visto que - eu era louca pra escrever "visto que" - de tanto ouvir todos os causus de viagens, conhecíamos tudo de cor e salteado.
Mas, não adiantou. Ele insistia, insistia, então, alguém resolveu pedir a prova que derrubaria nós quatro ou ele : o visto no passaporte - visto tomava uma página, cheio de carimbos e selos.
- OK. Se vocês querem ver meu passaporte, eu pego e vão ver que não tô mentindo. Vou lá no escritório buscar.
E foi ! E nós ficamos esperando, perdendo preciosos minutos do soninho que tirávamos depois do almoço, esperando a prova do crime.
E não é que ele chegou com o passaporte?
O mais interessante de quem mente desta forma, é que a pessoa não desiste. Ou talvez espere que o outro desista. E, nesse dia, a gente não arredou pé.
- Então, mostre o visto.
- E o pobre danou a procurar página por página, ia lá no fim, voltava no começo, começava do meio, de frente pra trás, de trás pra frente e nada.
- Póparar! Falou um. Não tem jeito. Você não vai encontrar uma coisa que não existe.
- Como não existe? Eu fui e tinha um visto.
- Não foi e nunca teve visto pro Egito neste passaporte.
E acredite se quiser : ele não se deu por vencido ! Fechou o passaporte e falou com a altivez de quem nunca mentiu na vida e com a certeza de que falava a mais pura verdade - porque realmente ele acreditou no que disse.
- A tinta desses carimbos árabes é tão vagabunda, que ele apagou. Tá vendo aqui? Ainda tem umas manchinhas. Apagou com o calorão desse deserto.

E cada um tomou seu rumo, sem que mais nenhuma palavra fosse dita.

domingo, 27 de junho de 2010

Férias, férias...Programe-se pro próximo verão !

Vamos começar a pensar nas férias do final do ano? Aliás, já tá passando da hora. Mas leve a sério. Se organize. Se informe. Discuta com a família ou namorado ou namorada ou amigos ou sozinho mesmo, por que não? Eu adoro viajar sozinha. Reconheço que, poucos gostam. Mas não importa. O importante é ser feliz, ter uns dias só pra você, só na mordomia, comendo e bebendo tranquilamente tudo que você gosta. Afinal, são férias. E férias é sinal de liberar geral. Economizar na grana e nas calorias ? Isso você já fez o ano todo. Agora é partir pro abraço. Abaixo, segue uma ótima sugestão de lugar pra passar as férias, enviada por um leitor do blog. As fotos são dele. As indicações também. Todas! Nada de pacote comprado. Ele selecionou e passa pra você aproveitar tudo que ele e a família aproveitaram. Vamo lá. Destino? Aqui mesmo. No nosso lindo país. Lugar? Um país, dentro do Brasil, que se chama Bahia. Um sonho ! E eles foram pra Porto Seguro e Arraial d'Ajuda. Esse local se chama Ponta do Apaga Fogo e fica no sul da Bahia. A vegetação é uma maravilha, contrastando com o mar de um azul maravilhoso. E calor. Quente, gostoso. Afinal, ninguém vai pra praia pra procurar lugar fresquinho. E tem a brisa que vem do mar. Paraíso total! Os apartamentos dão de frente pro mar. Você acorda com o sol entrando pela janela e já convidando pra mais um dia de "dureza total".
Se você gosta de malhar, pode continuar tranquilo com seus hábitos. A única diferença é que vai ter o visual dos deuses enquanto malha. Seja ao ar livre ou mesmo na academia montada no resort.



Pra quem vai com criança, tem atividade pra dar com pau, fora uma das coisas que mais amo quando vou à praia : sair à caça de conchas lindas. É muito bom !



Tem até dica de táxi. Legal e confiável.
Quando estive em Arraial d'Ajuda, me apaixonei pela vila. É uma graça ! Alegre demais, lojinhas lindas, igreja, povo nas ruas o tempo todo. Muito bom !


Pra quem gosta de ler, deitar nessa cama, brisa fresquinha, de frente pro mar... ai Jesuis me abana!



Depois da praia, dar um mergulho na piscina, água doce......huuummm....

E curtir as bebidinhas no bar. Melhor que isso, só dois disso.




E dá-lhe jantar e café da manhã e almoço. É uma comilança pra ninguém botar defeito. Com a vantagem que, a andação sem fim, nadar, brincar, caminhar na areia, não deixa a gente com preguiça nem com o barrigão pesado.

E, pra findar o dia, que tal namorar na praia com um luão deste? Até eu que sou mais boba, ia amar.
Essa dica é desse resort, mas as opções de resorts, hotéis, pousadas e pensões, é enorme. Os pacotes voos/hotéis também.
Vamos lá ! Mãos à obra. Programe-se, se informe e vai ver que é possível. Você pode ir. E o pior : descobrir que já poderia ter ido há mais tempo. Mas o importante é ter uns dias de mordomia, porque todos nós merecemos.
Todos.
Mandei um imeio pro pessoal do resort avisando que iria postar no blog a dica, e eles acabaram de ganhar ponto comigo. Fizeram uma coisa, que não é muito comum aqui no Brasil. Não só responderam, como agradeceram e ainda mandaram mais dicas de tudo que eles oferecem. Parabéns pro Sergio Rabelo, que é do Depto. Comercial .

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...