sexta-feira, 4 de junho de 2010

Como fazer amigos e arrebanhar pessoas


Você sabe o que é uma cour? A cour de um edifício, de um prédio? Não? É o pátio interno. A parte central.
Na França é muito comum nos prédios mais antigos. Normalmente, a entrada é por uma porta grandona, larga, alta, porque, nos antigamentes, as carruagens ou os cavalos sozinhos, passavam por ali e "estacionavam" na cour, no pátio do prédio que, hoje, seria o estacionamento. O imóvel era contruído, normalmente, quadrado, com o pátio no meio. Alguns pátios, hoje, tem jardins, outros, estacionam carros mesmo, outros tem banquinhos, árvores. Existe cada um mais lindo do que o outro. Indo à Paris, preste atenção nos portões; eles abrem em duas partes e, uma parte, normalmente, tem um porta menor, pra gente passar a pé.

Porque esse papo de pátio, prédio, portões? Uma coisa vai ligando à outra e é impressionante como, em cada papo, em cada roda de amigos, eu vou me lembrando dos causus que aconteceram nos Caminhos por onde andei.




Almoçando hoje com a família, num 0800 chic de todos os aniversários, o riso corria solto. A gozação, pegando no pé de um, enchendo o saco do outro, mas sempre rindo muito, nos divertindo. Aí, eu disse: "não existe povo no mundo, que ri mais do que a gente". "E de nós mesmos" acrescentou alguém. Foi então que, me lembrei de um causu que aconteceu em Bordeaux.

Estava na casa de um amigo que morava na cidade há, relativamente, pouco tempo; sei lá, talvez uns 6 meses. Ele morava em um prédio desses que acabei de descrever. A arquitetura de Bordeaux é linda. Linda! E o prédio dele era muito antigo. Tinha um pátio e, em torno do pátio, o prédio. E todos os apartamentos davam pro pátio, tinham uma sacada, como se fosse um corredor-varanda, quer dizer, se eu abrisse minha porta, o vizinho veria dentro da minha casa do outro lado do prédio. Então, este é um lugar que, no Brasil, no mínimo, todos se conheceriam. (Nem vou entrar na questão de serem amigos ou se meterem uns na vida dos outros)

E chegou o dia do aniversário de meu amigo e ele resolveu fazer uma festa. Uma feijoada !

Conto o resto amanhã porque os causus tão ficando muito longos. Assim disse um amigo meu : "Preguiça de ler, o causu tá muito comprido"... rs.
Traumatizei !

13 comentários:

Maga. disse...

Poxa Iêda,já virou hoje( olha a hora), e to curiosa agora...
bjo

JC disse...

Chérie, que me desculpe seu amigo, mas discordo veementemente. Se os seus causus fossem chatos, sem sentido, até poderia dar preguiça de ler. Mas é justamente ao contrário.
É como ler um bom livro, a gente mergulha, se sente dentro da história, viaja junto, tudo tão vívido e real.
Por favor, quebre esse trauma e continue como antes, com seus longos e deliciosos posts.
Nós agradecemos.
Bjs.

Gigi Esteves disse...

Deixe de fazer suspense com a gente... curiosidade mata. A minha imaginação está a mil tentando imaginar o que aconteceu na feijoada. Você está igual a novela pra aumentar o ibope... na melhor parte acaba e a pessoa tem esperar 24 horas pra saber o que acontece.
affffffff!

Regina Rozenbaum disse...

Ieda, amada!
Depois cê explica como votar nocê, ok? Cliquei em cima do selo, abriu a pág deles e não vi a "urna" prá exercitar minha cidadania blogosférica rsrs
Beijuuss n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

Ieda Dias disse...

Maga, vou seguir o conselho do JC. Vou contar tudo mesmo que fique comprido, e , quem quiser que leia de duas vezes, né?........ hhheeeeeeeee
bjos

Ieda Dias disse...

Pois é JC eu tenho a tendência de acatar a crítica, então fiquei preocupada. Mas como disse a Maga, quem achar comprido que leia o final depois. Vou contar daqui pra frente tudo de uma vez.....rssssss.
bjos querido

Ieda Dias disse...

Gigi, o final é bom vai valer esperar. Posto amanhã. Bjos, bjos

Ieda Dias disse...

Regis, mandei imeio pra eles agora, pra cagarem e desocuparem a moita...ok? ....rsss.
bjos meu bem

José Luiz Foureaux de Souza Júnior disse...

Como é que pode existir alguém que tenha preguiça de ler o que você escreve??? Que chato... Quem conhece você "goza" com o que você escreve... e não estou bajulando você. Não preciso disso e você, muito menos!
Que pena que cortou, mas o prazer volta e se completa, tenho certeza!
beijinho

Ieda Dias disse...

Foi só dar uma subidinha e o gozo ficou completo, né amigo?
bjos
rssssss

José Luiz Foureaux de Souza Júnior disse...

Completíssimo!
;-)

Susi disse...

Ieda, aqui na Italia é assim tbem, um portao enorme na frente e qdo entra tem o tal patio, eu moro num lugar assim, quem fecha o portao è meu marido,pois eu nao dou conta de tao grande que é.
bj

Ieda Dias disse...

Que chic!!! Vc tem uma cour?
bjins

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...