terça-feira, 6 de julho de 2010

Bonecas - Quero todas!

A Joyce, a Lúcia e a Cristina são três negras lindas, irmãs que, como toda menina, sempre gostaram de bonecas e, desde pequetitas, observaram que não encontravam bonecas pra brincar que se parecessem com elas : pretinhas e cabelinho poinhoinhoin.

E foi a avó Francisca, que sempre trabalhou a auto-estima da família, que começou a fazer pra elas, bonecas de pano pretinhas, bem diferentes das bonecas sempre loiras e de olhos azuis - modelo tipicamente americano - que existia na época, quer dizer, existe até hoje mas, de pouco tempo pra cá, começamos a encontrar bonecos moreninhos.


E as meninas cresceram, cada uma tomou seu rumo, mas, certa época, a Joyce perdeu o emprego e, então, chamou as irmãs e resolveram montar uma loja de bonecas na Vila Madalena, em São Paulo, onde elas nasceram.
Como todo começo, a loja era pequena e logo começou a chamar a atenção das pessoas curiosas em ajudar na educação, identificação e socialização das crianças.


Desde sua fundação, a loja é visitada por professores, pesquisadores, juízes da vara da infância e da família, turistas, psicólogos e fonoaudiólogos, e a produção se expandiu e fazem hoje lembrancinhas de casamento, chaveirinhos, brinquedos pedagógicos, fantoches, roupas de bonecas, brindes pra empresas e muitas coisas mais.

Entrem no site e vão ver que idéia mais iluminada e que trabalho lindo.Mamãe adolescente loirinha

Bebê fofinho negro

Chaveirinhos de bonecas de pano

Casal de noivos porta-recados


A linha feita pra crianças portadoras de necessidades especiais é de emocionar de tão delicada e linda. Olhem esta bonequinha...



E o gatinho rastafare, cabelinho de trança, modernérrimo! Lindo!



Quem nunca pegou no pé do garoto ou garotinha ruiva, sardentos branquinhos? Na escola é um prato cheio. Cabelo de fogo!


E a bonequinha cadeirante? Pode ser mais simpática, na sua cadeira de rodas?



A gordinha! Não podia faltar. Bolota, bolão, barrica. Se você já brinca com sua boneca, que se identifica com você, vai cortar o barato da turma da gozação.


E a mamãe adolescente pretinha? Tão novinha e já com o filhote nos braços!



A bonequinha muçulmana é um amor. Fofa! Você aprende a vestí-la e vai saber colocar o véu e se informar o porquê desse costume.
E tem bonecas com aparelhinho auditivo, de óculos, muletas, e, além do mais, você conversa com as meninas e elas podem estudar sobre sua idéia ou sua necessidade.

http://www.pretapretinha.com.br/


"Uma parte de mim
pesa, pondera
outra parte
delira."
Traduzir-se - Ferreira Gullar

8 comentários:

Priscila Ferreira disse...

Muito legal este trabalho delas!! Realmente até um tempo atrás era bem difícil encontrar bonecas que representassem outras raças ou biotipos que não fossem as loiras de olhos azuis... Lindo trabalho!
Bjuuu
Pri

Ieda Dias disse...

Eu também amei Priscila. E qualquer trabalho que vá contra o preconceito, eu apoio total.
bjins

Anônimo disse...

Nossa Ieda, que lindo,fiquei emocionada,com o trabalho e sua sensibilidade de mostrá-lo pra gente.
Valeu.
Bj
Maria Elisa

Ieda Dias disse...

Legal né Maria Elisa...vc entrou no site?
bjos

Anônimo disse...

Sim entrei no site, volta e meia vou pelas bandas de São Paulo, já estou programando uma ida lá, mas primeiro Paris,bien sûr! kkkk
Maria Elisa

Ieda Dias disse...

Bien sur ma belle!..rs
bjins

Anônimo disse...

Amei a sua idéia!Você está de parabéns!É uma maneira educativa e criativa das crianças aprenderem a lidar com as diferenças.É uma pena que não encontramos esse tipo de brinquedo nas grandes lojas.Só vejo esses brinquedos modernos que incitam a violência,e alguns deles tem até apelo erótico

Ieda Dias disse...

Outra ótima maneira de lidar com diferenças, chama, Viajar...conhecer pessoas, costumes e culturas diferentes. Bom demais.
bjos

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...