sexta-feira, 2 de julho de 2010

Mostrando a prata da casa




Eu fico sempre falando sobre a cidade dos outros, terra dos outros e conto pouco sobre a minha cidade, mas, quando estou passeando na terra do outro, tenho tempo e interesse em observar, curtir, criticar e, na correria do dia-a-dia, não observo a arquitetura e praças bonitas da minha cidade. Boravamo, que vou mostrar um tico de Belo Horizonte-MG.

- O prédio em estilo eclético, ocupado pelo comando do Corpo de Bombeiros Militar, foi inaugurado em 1914, pra abrigar o Colégio Anglo-Mineiro. O edifício abrigou a primeira piscina na capital. No ano seguinte à inauguração, começou a funcionar o Gymnasio Oficial de Minas e, em 1940, os bombeiros se instalaram no prédio, que foi tombado pelo município em 1995.
O prédio é lindo e vale a pena visitar. Sabia que, lá, você pode fazer aula de natação e levar a criançada pra conhecer de perto os caminhões e os bombeiros?

- O Colégio Santo Agostinho, no bairro do mesmo nome, na região centro-sul, foi construído na década de 30, onde antes existia apenas um grande brejo. Inaugurado em 1936, o prédio, com fachada em estilo art noveau, ocupa uma das áreas mais nobres da capital, em um quarteirão de 14 mil metros quadrados, entre as ruas Aimorés e Araguari, com frente para a Avenida Amazonas, um dos principais corredores de tráfego da cidade.
Quase ninguém percebe o colégio, por conta do tráfego rápido da avenida. Mas, vale a pena observar e, mesmo, entrar pra fazer uma visita. É muito bonito !

- O primeiro sinal de trânsito da capital compõe um dos mais famosos cartões-postais de Belo Horizonte. Em estilo norte-americano, o semáforo é branco e tem sinalização para mais de uma via em uma mesma estrutura física. O equipamento está instalado na esquina da Avenida João Pinheiro com rua Gonçalves Dias, região centro-sul.
Você de repente passa lá todo dia e nunca botou reparo. Bote.

- O Edifício Niemeyer, na Praça da Liberdade, é um marco no processo de verticalização da capital. Projetado em 1954 pelo arquiteto Oscar Niemeyer, durante o governo de Juscelino Kubitschek, o prédio faz parte da hitória da cidade. Com 11 andares e 22 apartamentos, o edifício é caracterizado pela presença de linhas modernas e neoclássicas que lembram as belas montanhas de Minas.
Me lembro de, quando era criança e íamos brincar na Praça, o que a gente mais adorava fazer era ficar bem no meio da onda do edifício, olhar pra cima e rodar, rodar, rodar, aí parava e normalmente caía no chão; e ríamos até "destontear" pra começar a rodar de novo.

2 comentários:

Regina Rozenbaum disse...

Tem pobrema nauuuuummmm, snif, snif nem se alembra mais das minhas alergias às picadas de borrachudos, pernilongos e cia.ltda. Quando me mostrou na sua casa, danei a falar e ocê a me dizer: pódexá eu trago um procê!!!
E sou euzinha a atacada pela Síndrome de P.I.A rsrs
Beijuuss n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

P.S. será que vamos nos encontrar antes de euzinha operar ou de vc ir prá "Terra Prometida"?

Ieda Dias disse...

Devo e não nego e não vou mentir. Não me lembrei de forma alguma disso. Mas, como sua alergia nem os mosquitos vão acabar, te entrego um o mais rapidim possvel, darling.
E vamos nos encontrar sim.
bjos

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...