domingo, 15 de agosto de 2010

Museu Nacional do Prado - Orgulho da Espanha

Como grande parte dos prédios europeus, antes de vir a ser o Museu Nacional do Prado, tão admirado por pessoas do mundo todo, o prédio abrigou militares em tempos de guerra, quase ruiu e foi Maria Isabel de Bragança e seu marido o Rei Fernando VII, que por fim impulsionaram o projeto, fazendo com que fosse inaugurado o museu em 19 de novembro de 1819. Infelizmente, a rainha morreu um ano antes e não viu seu sonho realizado.

No largo pátio da entrada do museu, Vélasquez saúda e recebe os convidados.

Engraçado que, antes, eu não achava graça em natureza morta. Depois que conheci e entendi melhor, a paixão foi fulminante. Impossível não enlouquecer com o brilho deste cobre, as dobras do salmão, a textura da madeira desta mesa. Clique na imagem e observe os detalhes. Impressionante!
Não existe uma máquina hoje (opinião minha), com seus milhares de pixels, que consiga captar uma imagem como esta, desta obra de arte.
Não existe uma máquina hoje (opinião minha), com seus milhares de pixels, que consiga captar uma imagem como esta, desta obra de arte.
Me lembro muito bem de, quando o visitei e o tanto que me encantei. Era a primeira vez que ia a Europa e já tinha passado por Paris e conhecido o Louvre. Existe uma rivalidade, entre os dois países, quanto ao valor de cada um dos seus famosos museus. Segundo os espanhóis, o Prado é menor em tamanho, porém, mais grandioso em matéria de acervo. Os franceses não concordam, claro!
Eu nem quero saber, nem fico de lado algum porque, pra mim, o importante é aproveitar e admirar a beleza de todos os dois; verdadeiros passeios pela história.
Fiquei completamente apaixonada por El Greco, Velasquez, Goya. É uma maravilha atrás da outra.
Velásquez, a gente identifica de longe : pelas cores, pela luz, pelas dobras das roupas. Perfeito!
O Prado tem obras de Rubens, Rembrandt, Botticelli, Mantegna. A lista é enorme.
Me lembro de uma sala de banquetes, que passei não sei quanto tempo admirando tudo, todos os detalhes. Desde os móveis, passando pela louça, cristais, lustres. É uma loucura de bonita.


Os traços finos e delicados dos personagens de El Greco, me emocionam.

Sorte sua, se está com viagem marcada pra conhecer a Espanha, ou já está aí. Aproveite tudo, se embriague de cultura. http://www.museodelprado.es/

2 comentários:

Maga. disse...

Me encantó este post.
Besos

Ieda Dias disse...

Lindo né Maga? Foi um dos museus mais lindos que conheci nos Caminhos por onde andei.
bjs

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...