sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Troca troca de bilhetes entre pais e mestres


Nada como conhecer a cultura do próximo. A maneira dele viver, reagir diante de situações, observar, se comportar em geral.

Não sei como funciona hoje, mas, no meu tempo de escola, até o ginásio, os pais escreviam bilhetinhos pros professores, e estes também para os pais. Se a gente ficava doente, se por algum motivo estava sem uniforme, se iria chegar atrasado, enfim, de casa pra escola e da escola pra casa, existia este canal de comunicação.
Na França ainda existe, e o francês adora um bilhetinho. Pra tudo eles escrevem - " un mot " ou, uma palavrinha.
E, um professor francês, guardou bilhetes de pais, ao longo de muitos anos e agora tá publicando num livro. Muito engraçado. Separei alguns bilhetes pra vocês rirem um pouco. E prá verem, que os problemas são muito parecidos no mundo todo.
Deixo o original, pra quem conhece a língua poder ler e ver o francês duro na queda de alguns pais. E pelo visto, imigrantes também, que não dominam a língua.
Não domino 100%, mas fiz o meu melhor pra traduzir pra vocês.





EDUCATION - Un enseignant a collecté pendant plus de vingt ans ces petites phrases...
Educação - Um professor, colecionou durante mais de 20 anos estas pequenas frases...

Patrice Romain est professeur des écoles depuis plus de vingt ans. Pendant ces longues années, il a collecté les petits mots de parents d’élèves, des Mots d’excuse principalement. Et en a fait un livre, publié ce vendredi chez l’éditeur François Bourin. L’idée? Faire rire et sourire, «en regardant par le petit bout de la lorgnette les rapports de nos concitoyens à l’écrit», mais aussi «amener à une courte réflexion sur les relations parents-enseignants». Florilège.Patrice Romain é professor em escolas há mais de 20 anos. Durante estes longos anos, ele colecionou bilhetinhos dos pais dos alunos, bilhetes de desculpas/explicações, principalmente. E fez um livro, publicado nesta sexta-feira pela Editora François Bourin. A idéia? Fazer rir e sorrir, "olhando pelo buraquinho da lupa as desculpas dos nossos co-cidadãos escreveram", mas também, " levar a uma pequena reflexão sobre as relações pais-profesores". Escolhidas.

Tensions entre élèves
Tensão entre alunos
«Je suis désolée de vous informée qu’il y a une bande de petits vicieus dans les CE1 B qui n’arrêtent pas d’embétés ma fille en voulant qu’elle les embrasses. Si ils ont des pulsions sexuelles, ils n’ont qu’à se faire soigné, mais ma fille, elle est pas obligée de dire oui a tout le monde. Pouvez-vous réglée se problème? Merci.»
- "Sinto muito vous informar que existe um bando de taradinhos do primeiro ano, que não param de incomodar  minha filha, querendo que ela os beije. Se eles estão com a libido aflorada, eles precisam se satisfazer, mas, minha filha não é obrigada e dizer sim a todo mundo. Por favor, voces podem solucionar este problema? Obrigada."

Les poux
Os piolhos
«Il est arrivé une catastrophe à la maison hier soir: Julie est revenu de l’école avec des poux pleins la tête. Nous lui avons coupé les cheveus pour la soignée. C’est pour sa quelle porte un bonnet. Merci quelle le garde en classe passque comme sa sa évite quelle en ai d’autres et en plus elle a un peu honte avec ses cheveus coupes. Merci monsieur, on va sans sortir vous en faite pas.»
"Aconteceu uma catástrofe ontem aqui em casa: Julie chegou da escola com a cabeça cheia de piolos. Nós cortamos o cabelo dela pra resolver o problema. Por isso ela tá de boné. Obrigada por deixar que ela fique com ele na sala de aula, porque assim, evita que ela pegue outros, e ela tá com vergonha dos cabelos cortados. Obrigado senhor, a gente vai sair dessa, não se preocupe."
Les absences
As faltas
«Johnny n’était pas la samedi matin. C’est bien beau de faire des réformes mais ont ferait mieux de s’attaqué au problème du samedi matin qui emmerde tout le monde, enfin moi en tout cas. En plus il a pas classe tout les samedi j’y comprend rien. Se mot est valable pour l’année. Merci d’avance de votre compréhension.»
"Johnny não foi sábado a aula. É bom fazer aulas de reforço, mas seria melhor para resolver o problema do sábado pela manhã,  que enche o saco de todo mundo, enfim o meu pelo menos.  Além disso, ele não tem aula todo sábado, não entendi nada. O bilhete é válido pro ano todo. Obrigada antecipadamente pela vossa compreensão."

Les retards
Os atrasos
«Vous me demandez un mot d’excuse pour le retard exceptionnel de Charlotte. Soit. Ne pensez-vous pas cependant qu’à l’heure où se prépare peut-être la 3e Guerre mondiale il y a des choses plus importantes dans la vie? Salutations distinguées.»
" O senhor me pede um bilhete de explicação sobre o atraso excepcional da Charlotte. Bem. O senhor não pensa que na  hora que estamos nos preparando pra uma terceira guerra mundial  tem coisas mais importantes nesta vida? Saudações especiais."

Tricherie
Roubo
«Vous dites sur la feuille que mon fils a triché. Franchement, y’a jamais eu un but daccordé avec un hors jeu que l’arbitre avé pas vu? Alors si vous l’avé pas pris en flagrant délis, c’est trop tard! Merci davance.»
"Você diz na folha do caderno que meu filho roubou. Francamente, nunca houve um gol de impedimento que fosse anulado, sem que o árbitro tenha visto. Então, se você não o pegou em flagrante delito, é tarde demais ! Antecipadamente grato. "

Tensions maître-élève
Tensão entre aluno-professor
«Je vous conseille de vous abonner au canard enchainé. Vous verrez alors que ce qu’a fait Johnatan n’est rien en comparaison d’autres personnes plus puissantes qui sen sortent les mains propres. Pourquoi alors le punir? Salutations.»
"Eu aconselho a assinar o canard enchainé ( jornal de crítica política e de humor-pasquim). Você vai ver que o que o Johnatan fez não é nada comparado com o quê algumas pessoas poderosas fazem sem ser punidas. Então, por que puní-lo? Saudações ".

Confidences personnelles
Confidências pessoais
«Veuiller escusé mon fils qui en se moman na pas le tant de faire ses devoirs passque je suis encore enceinte passque mon ex mari est revenu me voire et sa na pas loupé pourtan sétait juste une fois. Du cou je vomi tout le tant et Franck pleure a la maison passque je cri et il doit socupé de ses frères et sœurs mais moi je ne peus pas.»
" Desculpe o meu filho, que neste momento não fez seus deveres porque eu ainda estou grávida porque meu ex-marido veio me ver e isto atrapalhou portanto só foi uma vez. E além do mais tô vomitando tudo que como e o Frank chora pela casa porque eu grito e ele tem que cuidar dos seus irmãos e irmãs e eu, não aguento mais."

Menaces
Ameaças
«Je vous informe aimablement que je vous ai vu et entendu cette nuit. Rassurez-vous, je suis muet comme une tombe, mais pensez-y à l’avenir avant de sanctionner mon fils…»
"Venho vos informar amavelmente que eu vi e escutei você esta noite. Pode acreditar, que sou muda como um túmulo, mas, pense em seu futuro antes de  punir o meu filho."

Remerciements
Agradecimentos
«Nous tenons, ma femme et moi, à vous souhaitez un joyeux Noël et une bonne année. Veuillez trouvé ci-joint un petit billet pour vos étrennes. PS : si nous le fesons pas, c’est surement pa votre ministre qui le fera!»
" Nós viemos, minha mulher e eu, vos desejar um feliz Natal e bom ano novo. Voce encontrará um dinheirinho junto com este bilhete pra comprar um presente. PS:. se a gente não fizer isso, não vai ser o vosso ministro que fará."

Eu não sou tradutora oficial, e nem quis modificar muito, a não ser pra ficar compreensível, o que foi escrito. É muito engraçado, e o humor do francês aparece legal nestes bilhetes. Humor político principalmente. Pode não ter ficado com um sentido perfeito, mas se mudo pra ficar mais bem escrito o que eles quiseram escrever, perde a graça da coisa.

Tá pensando em viajar ? Faça uma comparação de preços de passagens e hotéis e veja dicas das cidades. Clique aqui e comprove ( e eu ainda ganho um troco...rs )

4 comentários:

Anônimo disse...

Na escola pública, onde o professor passa por suplícios de fazer inveja aos inquisidores medievais, 99% dos pais estão se lixando para o que acontece. Muitos, quando aparecem, costumam ser mais difíceis que os filhos. O PROFESSOR JOGOU COCÔ ( e não foi Channel) NA CRUZ. Esta é uma tragédia cômica.
Luiz César

Ieda Dias disse...

Você fala sabendo o que tá dizendo, né amigo?
bjos

Anônimo disse...

Oi Ieda, cheguei hoje de Paris, correu tudo bem. Como quase todo mundo, voltei encantada com a cidade, aliás, não queria vir embora, pois não consegui cumprir metade do que me propus. Suas dicas foram valiosas, o passeio de ônibus e a ida ao BHV. Sonho com a volta, enquanto isso, vou ficar acompanhando seu blog e anotando suas informações sobre a cidade, adorei os bilhetinhos.
Como estão os preparativos para sua viagem, tá perto não é?
Grande abraço e, mais uma vez, obrigada.
Maria Elisa

Ieda Dias disse...

Elisa, vc nunca vai fazer tudo. Isso é que é legal...sempre ficarão coisas pra uma póxima vez, outra vez e outra...rs...
Muito bom.
bjins e bom retorno...a já começe a poupar pra próxima.

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...