domingo, 17 de outubro de 2010

Casinho rápido, que eu adoro!

Segundo psicólogos, terapeutas, pediatras, pedagogos e outros entendedores do ser humano, a gente desenvolve tudo que tem que desenvolver, no que diz respeito à personalidade, até os 4 anos de idade.
E eu acredito que possa ser verdade.
O pequetito que cuidei dele desde que nasceu, em Paris, assimilou muito do meu jeito alegre e gaiato de ser. Não sou só eu que digo isso.
Ele é engraçado, espirituoso, gozador. Já contei aqui casos dele e dá pra você perceber o espírito que virou o jovem gatinho, que tá hoje com 21 aninhos, morando em NY e estudando cinema. Vou me encontrar agora com ele e já imagino o tanto que a gente vai rir juntos.
Cada hora me lembro de alguma coisa engraçada.

Há uns anos, estava em NY procurando trabalho, e dei o telefone da família francesa, pra americana se informar sobre a minha pessoa...rs.
Quando ela me contratou e comecei a trabalhar, me contou que ligou pra lá, e quem atendeu foi o garoto. Os pais não estavam e ele perguntou se podia ajudar.
Ela disse:
- Queria saber informações sobre a Iêda, porque estou querendo contratá-la pra tomar conta da minha filhinha de 4 meses. Você a conhece?
E ele seríssimo.
- Conheço sim, ela cuidou de mim.
Ela.
- E?
Ele.
- Tô vivo.



A viagem da gente começa com os sonhos, com a imaginação. Clique aqui e visite cidades do mundo. Dicas de tudo sobre lugares, vôos, hotéis. ( e eu ganho uns $$$$....).

8 comentários:

Juliana disse...

kkkkkkkkk
Adorei!!!

Ieda Dias disse...

Bom, né?
bjos

Anônimo disse...

Mas a outra te contratou so com essa informação ou ele falou que vc era o máximo também ? :)
abr,
clara

Ieda Dias disse...

Fora o charme, né Clara? rsssss......
brincadeirinha...anos e anos cuidando de embondos..
bjos

Anônimo disse...

Ieda, tinha visto o post no dia que você colocou no blog, queria comentar, passou, mas hoje eu aqui traveis, e vamo lá.
Acho que o riso ou o que provoca o riso varia de cultura pra cultura. Vejo, por exemplo, alguns programas, que pra mim são idiotas, provocando gargalhadas nos gringos dos EUA ou Canadá. Diante do caso relatado por você, fiquei curiosa em saber, a americana entendeu o que " seu menino" respondeu, ou melhor, entendeu o espírito da coisa? Você conseguiu o emprego na casa dela?
Bj
M Elisa

Ieda Dias disse...

Oi Clara. Consegui o trabalho sim, e agora em novembro vou visitar a pequetita em NY. Ela entendeu que ele era um gozador. Na realidade, terminei o caso no " to vivo", mas ele conversaram mais um pouco. Como bom frances, ele é bem educadinho....rs.
bjos meu bem

Anônimo disse...

De agora em diante vou ser Clara e Maria Elisa, gosto do nome.
Essa ida à farmácia rendeu, kkkk!
Bj
Maria Elisa Clara

Anônimo disse...

hhheeeeeee....vc tem que dar um desconto pra idade do povo aqui...hhhee
bjos

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...