terça-feira, 19 de outubro de 2010

Detesto ser abordada por estranhos.

Se tem uma coisa que é um grande problema pra mim, são aquelas pessoas, que do nada falam comigo em uma fila de banco, dentro da farmácia, no supermercado...acho que vou ter que levar isso pra terapia. Não sei porque isso me irrita tanto! Logo eu, que sou uma falante, tagarela, adoro pessoas...
Hoje, aconteceu de novo.
Primeiro, nem se tivesse escrito na minha testa ou nas costas, "Informação" ou " Posso ajudá-lo?" eu não seria tão solicitada.
Num supermercado por exemplo, lojas, não tem aquele povo com camiseta escrito " Posso ajudá-lo?"  Se eu estiver perto, ou passando, é pra mim que vão perguntar.
Estava hoje numa farmácia de manipulação, esperando minha vez de ser atendida, e sem menos nem mais, uma senhora começou a falar comigo:
- .... eu esqueci a receita. Mas, eles já me conhecem. Nem preciso de trazer. Mas eu gosto. Sempre trago. Apesar de ser um medicamento natural, sabe? Nada que precise de receita. As vêzes, a fulana ( atendente da farmácia) me liga. Eu atendo e tá lá XYXW o nome. Fico pensando. O que é isso? Ah! É da farmácia. Atendo e ela diz:
- Dona fulana, não vem fazer o medicamento?
E como começou, me deixou sozinha e foi entrar na conversa de outra pessoa, dando palpites sobre uma bala pra garganta.
Com a mesma cara de caneca que ela me deixou, eu fiquei.
Ela voltou!!! Puta que o pariu! Ninguem merece!
Então eu falo pra mim. Meu mantra sendo repetido à exaustão:
- Calma! Calma! Tenha paciência! O que adianta querer assassinar essa pessoa. Sorria. Finge que tá interessada. Ela é só precisa de conversar.
Mas, o lado capeta truca no ato:
- Que saco! Por  que eu? Vai pro inferno com sua conversa.
E ela continuou a conversa como se não tivesse interrompido e eu super interessada:
- Eu sempre compro nessa farmácia. E não preciso de receita. O remédio é fraquinho, mas muito bom...
 E daí pra frente, sem olhar pra ela, porque se olho, ela é capaz de me seguir até minha casa, consigo só saber que ela continua falando. Não sei mais o que. Fecho o ouvido. Como diz um amigo, "tampo as ouça" e fim.
E não é que quando ela tá saindo, se despede de todo mundo, de mim inclusive, como se eu fosse uma amiga, e a tivesse recebido muito bem. Não olhei pra ela e nem abri a boca. Esboçar sorriso? Nem de longe! Ficou doido?

Por favor, alguem aí tem esse tipo de encontro na rua? Fica puto? Respondam sim, por favor, porque senão já marco consulta com o psiquiatra pra amanhã, primeiro horário.

A coisa é tão sem lógica, reconheço, que nem eu mesma entendo esta minha reação. Por exemplo, se uma pessoa me pede informação na rua, ( o que é uma constante)  tenho o maior prazer em informar. Chego a andar 1 quarteirão pra mostrar um caminho certo.
Pode entender isso?

Tá pensando em viajar? Faça uma comparação de preços de passagens e hotéis e veja dicas das cidades. Clique aqui e comprove ( e eu ainda ganho uns $$$...rs )

20 comentários:

Maga. disse...

Pelo pouco q te conheço, podia jurar q isso n te incomodaria.Será q n é o dia não? Quer saber?Tem dia p tudo,acho normal.A conversa dela , meio atravessada, né? Ninguém merece alguém falando abobrinhas mesmo, sem sentido.Acho q vc n tolera mesmo é bobeira de conversa fiada.
Precisa de psiquiatra não,a senhora sim.
bjim

Juliana disse...

Caramba! Tô me sentindo a velhinha tagarela. Não que eu de inicio à conversa, mas se alguém começar eu dou corda até mandar parar.
A Ana que fica puta comigo.
Não lembro bem o que ela diz, mas é algo do tipo: você não veio aqui pra fazer amizade... Ou: essa pessoa não é sua amiga... Algo assim.
Eu acho que sou é simpática! rsrs :-)
Se a gente não se conhecesse talve você me odiasse.
Mas meu lado zem e compreensivo com as dificuldades das pessoas menos evoluidas que eu iria continuar te amando apesar disso...
Bjs

Clara Lopez disse...

Clara Lopez disse...
Acho que tudo depende de como as pessoas nos abordam, algumas são desrespeitosas so no jeito de falar, outras são burras mesmo, e a gente não tem de aturar comentários burros e/ou tolos, acho que entendo vc e não vejo nada demais, às vezes eu tb não suporto nem que me olhem :)
beijo,
clara

FATIMA disse...

Acho que as pessoas estão muito carentes mesmo e às vezes saem pros afazeres e aproveitam para se comunicar. Não ligo, se tenho tempo, paro, converso e até conto caso... Sabe que já descobri até parente distante nesse tipo de situação? É mais ou menos assim: Olá.... blá blá blá.... sua família é de onde?? Bociuva?? Vc conhece o fulano de tal? Ele é cunhado da prima da minha irmã!!! Uai, acho que "lá no fundo" a gente é parente!!!!! Juro que isso já aconteceu mais de uma vez!!!
Saio rindo.... e nunca mais encontro com a figura!!! Na verdade só me incomoda se a pessoa fica me pegando,de resto... Mas não posso negar, realmente tem dias em que queria ser invisível!
Bjo

Ieda Dias disse...

Ô Maga, brigadim pela força.....rsss. Isso me incomoda, porque como eu disse, me parar pra pedir inf. eu nem ligo.
bjins

Ieda Dias disse...

Ah, Jubis, mas isso é certo.....garrar a falar comigo quinem vc fala, se fosse desconhecida já era uma figura completamente na horizontal...hhheeee
bjins quérida

Ieda Dias disse...

Clara, quer ver uma coisa q me deixa louca! Gente falando alto em supermercado, que o produto X no outro super tá mais barato. Caralho!!!! Vai comprar lá então...estes me cutucam sempre..ô sina!
bjos, bjos

Ieda Dias disse...

Fatinha, se me pegar.........ai Jesuis....aí eu dou arranco no braço..vc lembrou bem...falar comigo e me pegar, tá querendo ser assassinado....rrssssss
bjos eu bem

Ana disse...

Tem coisa que não têm mesmo explicação. Você, toda disponível e simpática, se incomoda com isso. Sabe o que eu acho? Esquenta não! Você já cumpre seu lado solidário e o de mais uns 10. Então poupe-se dessa preocupação.

Ieda Dias disse...

Dizem que quem tem padrinho não morre pagão...acrescento. Quem tem sobrinha não tem preocupação...brigadim darling quérida. Meus pobremas se acabaram. Podem falar comigo à vontade na rua. Não vou responder nem ter a consciência pesada. E fim.
bjins

reynaldo disse...

Eidia, minha amiga. Sou assim. Não é o fato de me abordarem que me incomoda. Já racionalizei sobre isto. É a tal da falsa intimidade. É expor PARA mim o que eu não quero saber! E me considerar "amigo de longa data" alguém que acabei de conhecer e sequer sei o nome! E um sentimento de vergonha - pelo outro - que me é insuportável. Minhas vergonhas eu assumo. A dos outros, só me constrange. Carece ir pro doutô de loucos não! Loucos são eles! Bjs.

Ieda Dias disse...

Rey meu bem, que bom saber disso. Eu não gosto nem de gato nem de cachorro, e não me constrange dizer, que quando um dos dois chega perto de mim, me incomoda. Mas, dizer, que gente chegando perto me incomoda, isso me incomoda.......hhhee...que bom que não tô sozinha.
bjos, bjos

Anônimo disse...

Anos de Europa, América,mó bem, sinais da síndrome de 1º mundo. Será que na verdade você não detesta é ter que ir ao supermercado, um mal necessário? Não adianta, tem que ir e pronto, aí descarrega a antipatia do ato no primeiro cliente antipático que aparece? Bom, reconheço que é um saco escutar dramas alheios, dou voltas pra fugir de um, mas isto é Brasil e gente carente acha que o ombro alheio é travesseiro. Eu salto fora na hora.
Luiz César.

Ieda Dias disse...

Mô bem, acredita que até fora daqui o povo me pede informação? É sina mesmo......melhor cumprir meu destino e parar de me preocupar...tá escrito....hhe...bjos e obrigada por mais um voto de apoio...

betobh disse...

Você,que fala mais que pobre na chuva, se importar com uma coisa dessas? Isso acontece comigo todo dia e hoje aconteceu ao atravessar a Alagoas com Cristóvão Colombo. Acho super normal. Mas não acho que seja problema psiquiátrico tá mais pra menopausa. kkkk

betobh disse...

Adorei o comentário da Ana

Ieda Dias disse...

Eu devo ter feito por onde merecer isso, porque, afinal, amigo a gente escolhe né não?
Mas, vou desconsiderar pela milésima vez e continuar a te amar.....
bjos meu bem

Ieda Dias disse...

Todos adoramos meu bem...ela vai ficar contente em saber...
bjins

betobh disse...

Eu te amo também!!!
bj

Ieda Dias disse...

bjos meu bem...muitos.

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...