segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Fomos ver Mary Poppins na Broadway. Ela "avoa". Só isso.


Não sei o que tava esperando, mas achei pouco. Sempre que venho a esta cidade, quero ver alguma coisa na Broadway, musical principalmente, porque entendo melhor. E então, me lembrei de quando era babá do pequetito em Paris, e assistimos trocentas vêzes Mary Poppins no vídeo. Nostalgicamente pensei que iria amar.
E lá fomos nós...

Passamos mais cedo pra comprar os ingressos, que são muito caros pro meu bolso. Pagamos $ 66,50 dólares cada, bem no puleiro. Vai entender os 50 centavos! Dá pra ver legal, mas detalhes, nem sonhar. A jacu aqui tem binóculo, mas esqueceu de levar.
Na entrada do teatro tem este cartaz, e eu disse pra Dadá.
- Vamos tirar foto voando com a dona Mary de uma vez, porque na saída vai ser um sufoco.
E foi mesmo...todo mundo esperando pra fazer a mesma foto. E,  acho, que não teria tirado na saída. Faltou entusiasmo.


E, aproveitando como tínhamos muito tempo, fomos jantar no Carmine's, o restaurante que mais gosto daqui. Como se conhecesse vários...rs. Já dei a dica aqui no blog. Um dos gerentes é meu amigo, o Júnior. Sempre gentil, solícito, atencioso, e a comida não mudou nada desde a primeira vez que aqui vim. Há mais de 20 anos. Tem casos ótimos do Carmine's. Vou contar um.

Trouxe uma vez uns amigos pra comemorarmos meu aniversário. Pais de amigos meus. Demos o nosso nome na entrada, e recebemos uma espécie de cel, que vibrava pra nos avisar quando a nossa mesa estivesse disponível. Sempre, sempre, fica lotado e às vezes a fila fica lá fora. Na calçada. Nos sentamos no bar e ficamos tomando alguma coisa, enquanto esperávamos.
Depois de uma meia hora ou mais, um deles me disse:
- Demora mesmo aqui, não? Será,  que essa coisa vibrou e você não percebeu?
E eu na maior seriedade, respondi.
- Já ta vibrando há mais de 10 minutos, mas tô sentada nele e agradando muito.
Depois dos segundos que eles demoraram pra entender a besteira, o riso comeu solto o resto da noite. Até hoje se lembram dessa bobagem...rs.

                   
                                              Olhe o restaurante visto do passeio.


As duas broinhas...Júnior e eu. Ele trabalha há 19 anos neste lugar. Quero pegar um dia de folga dêle pra que ele me passe dados interessantes e causus. Comem alí diàriamente, entre 2.500 a 2.800 pessoas por dia. Por dia!


       Se a gente não se controla, come isso aí tudo e não sobra lugar pro prato principal. Delícia os pães!

    
                          Meu prato preferido. Espaguete com frutos do mar. Bom demais da conta! Quando me lembrei de fazer a foto, a primeira pratada já tava na pança. Coisa feia, a gula!



E o tiro de misericórdia. A sobremesa. Sorvete com muito creme, chantily, chocolate, amêndoas, calorias, morangos, delícia, marshmallow, e muitas gramas de gordura pra se juntar as muitas outras já  com cadeira cativa no corpitcho do povo. E seja o que Deus quiser!


Olhe como fica Times Square num sábado à noite. Coisa de doido. Quase perdemos a hora do teatro, porque saindo do restaurante, garrei a tirar fotos.


Até  Tutancamón tá aqui. Documentário, $ 36 dólares a entrada. Se não tivesse acabado de ver tudinho ao vivo no Egito, iria. Parece legal.


                                        Mais claro que durante o dia. As luzes brilham.


                                           E o Al Pacino tá lá, com O Mercador de Veneza.




                                                     E fomos correndo pro Teatro. Quero ver o Rei Leão.  Tô criando coragem pra desembolsar os muitos $$$.


                     A entrada é muito bonita. Tinha muita gente, não deu pra fazer foto melhor.


                                                             Adorei o chão da sala.



                       Só fiz duas fotos. Logo veio um moçinho dizendo que não podia. Então tá.


Sempre fico encantada com os cenários e efeitos especiais nos teatros da Broadway. No Mary, tudo é muito fraquinho. As danças, o próprio cenário. Ela voou. Ok. Mas voar,  aqui,  não chega a ser um, OH!!!!!
Eu fiquei meio que pensando o tempo todo.
- Se fôsse televisão eu já teria trocado de canal há muito tempo.
E quando teve o intervalo, me levantei achando que já tinha acabado a peleja. Qual o quê! Ainda durou mais 1 hora depois disso. São 2 horas e 45 minutos de duração.
Duro na queda!

Acho que eu mesma não tava no melhor de meus dias...rs. Teve uma hora, que parece que ligaram  um maçarico embaixo da minha cadeira. Subiu um calorão, que eu fui supitando, supitando, (menopausa comendo solta! deve de ser) que pedi licença pro casal do lado e saí quiném um foguete. Arranquei tudo que vestia e fiquei só com a camiseta Hering de marga curta. Que horror!

Acho péssimo dizer que não gostei, mas, se você tá afim de ir, quem sabe vai gostar? Gosto não se discute. Quanta coisa não é legal pra uns e pra outros agrada em cheio, né mesmo?

http://www.nyc.com/broadway_tickets/mary_poppins.75802/editorial_review.aspx?gclid=CIK74-_f9qUCFcqC5QodeUaQpg

2 comentários:

Maga. disse...

Ah! Valeu pela foto então, pois achei ótima, tentando voar c a Mary.
Fiquei c vontade de ver Al Pacino.
Êta vidinha mais ou menos!
Tem gosto p tudo aí, né?
Difícil escolher....
bjim

Ieda Dias disse...

Realmente Maga,o unico impecilho e que teatro e muito caro. Alias, se a gente tem grana, qualquer lugar pode fazer grande coisa.
bjins

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...