segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Voando rumo a 2.011...

E lá fui eu rumo à Velha Europa. Já no aeroporto de NY, tava engraçado, porque as pessoas começaram a festejar o Ano Novo... de acordo com a hora de seu país de origem. Os franceses que viajavam no meu voo, às 6 horas da tarde começaram a se abraçar, porque já era meia-noite na Franca.
Nosso voo foi às 7 da noite; às nove, peguei minha Coca-Cola, levantei um brinde a todos nós e pensei em coisas boas pro ano que tava começando. Não houve nenhuma comemoração a bordo - exatamente pela diferença de horário de comemoração de todos os passageiros - mas, os comissários e as aeromoças estavam todos de chapéus coloridos e óculos de 2011, todos super animados e numa alegria só. O voo não tava cheio e, assim que fecharam as portas, uma voz anunciou:
- Cada um pode se sentar onde quiser. Esparramem-se.
Foi muito engraçado. Parecia a dança das cadeiras, cada um querendo ficar sozinho pra se espichar na madrugada. Se alguém não entendeu o que foi dito, deve ter se assustado com a correria e gritaria de todos. Uma farra só! Todos já em ritmo de Ano Novo.

Viajar dos EUA pra França é uma peleja, por causa das 6 horas de fuso. Veja só o que rolou : saímos às 7 da noite e quando deu 1 da manha - que é normalmente a hora que tô dormindo - já tínhamos 6 horas de voo,  faltavam 2 horas pra chegar e começou o movimento de café da manha. Resultado : não dormi e, nas poucas vezes que tentei relaxar e buscar o sono, a turbulência não deixou (o vento acima do Atlântico, comemorou em grande estilo a noite de reveillon).
Cheguei em Paris, amigos me esperando no aeroporto, vamos pegar minha mala e ... nadinha. Como fiz uma conexão veloz em Nice, pensei : "a mala não foi tão rápida quanto eu e não conseguiu pegar o voo". Vai na reclamação, telefona daqui, pergunta de lá ... parece que não some muita mala porraqui, porque ficaram dois se ocupando da minha e dando muita atenção (pura falta de servico).
De repente, a moça atendeu um telefone e disse:  "vamos correr pra Porta A, porque tem uma mala que foi abandonada e vai ser explodida. Pode ser a sua". Ai Jesuis!
Corremos lá, mas não era, era de um tal Matias sei lá o quê e tava cheio de policiais ao lado da pobre bagagem abandonada (eles explodem mesmo! Eu hein !).
Enquanto isso, minha mala apareceu. Acharam e tiveram tempo de "achar" e retirar todas as várias fitinhas do Bonfim que coloquei pra identificar a danada (eles adoram essas fitinhas) .
E fomos pra casa.

Inverno parisiense. Céu nublado, tempo muito úmido e chuvinha fininha. Tempo ruim, hein ! Como dizem os franceses:  C'est la saison!
É a estação. Não adianta reclamar.

PS.: Se minha revisora não tivesse voltado ao silviço, depois de longos dias de "férias" e corrigido esse post antes de publicar, ia dar pra perceber que não tô no meu computador : sem acento, sem cedilha, sem til e sem fotos. Todas que tirei na viagem, colocarei depois. Amanhã tudo volta ao normal. Nota da revisora : Graças a Deus !!! rsrsrs

4 comentários:

regina disse...

Paris, que delícia! E a neve, hein? Boa estada
bjs

Maga. disse...

Bonjour Iêda,
Que inveja eu tô de vc aí!
Parece q com vc n tem tempo ruim , tira sarro de todos os acontecimentos...Legal
au revoir

Ieda Dias disse...

Regina, nem vi o cheiro de Paris. Passei quase direto. Antes de voltar pra NY fico uns dois dias lá...realmente é uma cidade linda.
bjos

Ieda Dias disse...

Se a gente não rir da merda Maga, a gente afunda nela...tô nem aí...rio mesmo...rs
bjs, bjins

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...