sexta-feira, 4 de março de 2011

Ainda tesoura, alfândega, carnaval e revendo amigos



Pra findar a história da tesoura na mala de mão, quando sai de NYC pensei:
- Assim que chegar ao Rio eu tiro e passo pra mala a ser despachada pra BH. Evidente que me esqueci.
E começou tudo de novo. No que passou na esteira e apitou eu me lembrei e já fui falando:
- Já sei, tem uma tesoura.
Só que aqui não deixaram passar, voltei pro balcão de check-in e despachei a mala. Sem problemas, sem precisar pagar a mais e fui muito bem atendida pelo pessoal da TAM.
Agora, vou descobrir como funciona o pagamento de peso em excesso na DELTA e outras cias. Pra contar pra você. Paguei mas não entendi. Foi menos do que havia pensado.
Na alfândega, eu empurrava um carrinho tão cheio de malas, que custava a enxergar o caminho. O funcionário que tava selecionando a turma que seria revistada, olhou pra minha bagagem, imagino que deve ter rolado um pequeno desânimo...rs... e me perguntou:
- Você ficou fora quanto tempo?
Eu disse:
- 4 meses.
Ele só bateu a mão  fazendo aquele gesto de, passa, passa... e eu passei feliz. Não tinha nada que merecesse preocupação, mas, desfazer e refazer aquilo tudo seria um caos.

Eu sabia que o carnaval seria em março, mas estando fora, principalmente nos EUA, onde não sabem da existência desta festa, me esqueci completamente. Só no dia que cheguei é que me dei conta. E assustei! Todo mundo na maior empolgação e o espírito de folia já no ar. Mais uma vez, não vou ter tempo de pegar este "espírito".
Aproveito pra colocar a casa em ordem.
Mas, não tem um carnaval que não me lembro do Herbert Daniel, jornalista que morreu de AIDS nos anos 90. O caso é muito lindo. E comovente. Contei aqui num post em 29-03-2010.

Quando viajei, pedi pra serem desligados todos os serviços de telefone, net, internet. Vale a pena e economizo esta grana. Sempre faço isso. E, como sempre quando volto, a casa oferece um monte de defeitos. Casa parada é uma peleja. Estraga mesmo. E tudo que tem tomada, quando fica sem uso, também tende a estragar.
O moço do Velox, teve trabalho pra me conectar de novo com o mundo.

Agora, é só dar uma arrumada na papelada que acumulei nestes 4 meses fora de casa e começar a escrever e te informar sobre o que ficou pra trás, que não tive tempo de contar enquanto viajava.

Ontem, tive o primeiro encontro com amigos; alguns. A Tetê, que mora na Suiça, tá aqui e reuniu a turma que viajou pra Israel. E outros amigos e família. Foi uma delícia! A cabeça ainda zonza, não me fez lembrar de levar a câmera. Tirei algumas fotos com o cel e vou ver se dá pra postar. O assunto foi viagem e planos pra uma próxima. Sempre digo, quando chego, que não sobrou grana pra ir nem à cidade mais próxima. Tratar de economizar tudo de novo.

Neste final de semana, colo na TV pra ver os desfiles das escolas do Rio. Adoro!

2 comentários:

Anônimo disse...

Meu bem que bom que vc chegou. Não consigo ligar aí na sua cs . Dá 1 barulho horrivel. Estou na cs dos meninos e gostaria de ir aí amanhã. O tel daqui 3221-0387.
Ontem fiquei invalida de tanta dor na coluna, por isso nem tentei. Seja mto benvinda.Começe a formar odia dos bordados. Estou louca pra ver o que vc fez com Michette. Bjs Ormenia

Ieda Dias disse...

Meu bem ja liguei pra OI consertar o tel...venha, venha, e a gente pode almoçar junto...
bjob

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...