quarta-feira, 16 de março de 2011

Metrôs em NYC e Paris. O que não é legal

Sempre tô falando do que é legal em todos os lugares por onde eu passo. Acho bom mostrar e dar valor ao que funciona.
Hoje vou falar sobre os metrôs de duas cidades. E o que não gosto de forma alguma. Nem eu, nem um monte de gente que usa, imagino!

Começando por Paris.

O metrô é muito antigo e a idéia de que foi feito pra servir ao trabalhador já tá totalmente ultrapassada. Foi construido pra levar e trazer pessoas pro trabalho. Legal. Só, que há mil anos atrás a grande maioria das pessoas trabalhava durante o dia. Isso mudou. Hoje, nos grandes centros quase tudo funciona 24 horas. Com o trança-trança de turistas então, tem programação pra qualquer horário.


               Esta é a linha 14. Não tem piloto. Vai no piloto automático. A mais moderna da cidade.


Agora mesmo, antes de voltar de lá, uma amiga tava toda contente, porque tinha conseguido ingresso pra ver uma exposição de Monet no Grand Palais às 3.15 da madrugada. Isso mesmo. Dormiu, acordou lá pelas 2 e pouco e foi pra lá. Fila virando quarteirão. Isso tem acontecido muito em Paris. Não dão conta de colocar todo mundo pra ver durante o dia, então viram a noite; 24/24, como dizem os franceses.
É pra situações como esta, que entra uma das minhas reclamações. O metro pára à 1 da manhã. Tem condição uma coisa dessa? Depois disso só à pé, de carro ou de ônibus. O ônibus passam de 1 em 1 hora. Ou mais! Uma peleja. E não são todas as linhas que circulam. Só quem conhece a cidade ou quem mora lá, sabe das linhas que circulam à noite e onde ficam as paradas.

Tracoisa: felizmente a gente encontra muita escada e esteira rolante nas estações de metrô de Paris. Legal. Mas ao mesmo tempo, muita escada e esteira parada pra manutenção. Tenho vontade de tacar fogo nelas quando acontece comigo. Coisa mais irritante no mundo!
Jamais vou pro aeroporto de metrô. Tudo muito lindo quando você já tá dentro dele, mas, sair de onde eu estou puxando malas pelas ruas até a estação de metrô, depois enfrentar o sobe e desde de escadas, nem morta! E chegar à Gare du Nord, estação por onde passa o metrô que nos leva até Roissy Charles de Gaulle e enfrentar escadas rolantes paradas! E, se você não foi antecipadamente comprar o bilhete do RER, ainda vai enfrentar filas em zig-zag, com tralhas e tudo. Vou não, quero não, posso não!
Vou de táxi.

Isso eu acho muito legal. Já vi em várias escadas rolantes. Pra economizar energia, elas são acionadas quando você pisa antes do primeiro degrau.

Já os metrôs de NYC, são qualquer coisa em matéria de sujeira. Muito sujos mesmo! Tem estações que são um verdadeiro horror. Junto com a  sujeira vem o mau cheiro e os ratos. Se é que podemos chamar aquilo de rato. São do tamanho de gato. Eca!

                                    Não pense que esta é uma estação abandonada. Né não!

Quanto  a escadas rolantes nem em sonho. Uma vez na vida outra na morte você encontra uma. Foi uma pena, porque quando pensei em fazer um post sobre essa sujeira e falta de escadas rolantes, não dava mais tempo de fotografar. Uma marcação de touca. Na próxima eu fotografo, porque é certo, que não vai mudar muito até lá. Juro que fico pensando como aquilo funciona. Tem ferrrugem pra todo lado, fios cruzando nos tetos da estações. Se você entrar no Youtube vai ficar impressionado com tudo que existe e acontece nos "porões" da cidade. Vai achar que eu fui até boazinha.
Sei não! Deus deve entrar no meio o tempo todo. Senão aquilo tudo já tinha ruido.
Porque a ilha de Manhattan é ôca. O que tem de túneis de metrô, galerias, becos, alicerces. Preste atenção! Ou melhor, melhor não...rs.
Uma amiga me disse, que estão sendo retirados muitos funcionários por medida de economia. O povo briga pra não aumentar o preço da passagem. A Prefeitura ou sei lá quem que é dona das linhas, em represália deixa tudo às moscas. Não vão chorar sobre o leite derramado  novaiorquinos, quando rolar um grande problema!
Vamo ver até quando a estrutura daquilo tudo vai aguentar.

É só parar uns dez minutos, as vêzes nem isso tudo pra você ficar conhecendo os ratos da cidade. Cada baita!

Olhe o nosso trenzim aí Deides! Chegando de Manhattan

Dica.: nos metrôs de Paris, os passageiros abrem as portas dos vagões. Só tem portas automáticas o metrô da linha 14. Já em NYC, as portas todas se abrem quando o trem pára. Muito engraçado, quando fico no vai e vem como este ano, só dá pagação de mico. Ou quase caio dentro do vagão ou fico quiném jacú esperando a porta abrir e quase perco o trem.

Nenhum comentário:

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...