sábado, 4 de junho de 2011

Saudades do século XX...primeira parte

"Olha que delÍcia, quase todos os artesãos usavam as mãos e os dedos e nada era digital. Assim foi até o século XX." Millôr 

Ser saudosista não é pecado e nem é ser chato. Acho tão legal me lembrar do que já passou, conversar com meus amigos sobre o que já vivemos, viveram nossos pais, avós, outros povos, outras culturas, outras civilizações. É uma forma de não esquecer,  de reaprender e quem sabe voltar a fazer.

Ferreiro. Mais lindo do que o som do martelo batendo no ferro, são os aventais de couro dos ferreiros. Adoro!

Marceneiro. Nada mais me encanta do que uma mesa de trabalho com toda a tralha que a pessoa precisa. Mesa, paredes, chão, pra todo lado espalhados os materiais e as ferramentas. Lindo!

Você vai dizer:
- Mas ela adora tudo!
Adoro mesmo! Olhe os cestos que beleza! Não é à toa que minha casa jamais vai ser clean. E trabalhar ao ar livre assim! Privilégio pra poucos.

Que foto linda! E o profissional orgulhoso de sua oficina.

Tear. O vai e vem da navete com os fios...muito legal! E no final, o milagre do tecido pronto com seus desenhos, suas cores. Como não se apaixonar por um trabalho assim!

Amolador de facas. Ainda consigo ouvir o ruido fininho e agudo do esmeril cortando o aço da faca, da tesoura,  amolando pro corte ficar legal.

Olhe que salão de barbeiro mais lindo! E o cheiro da Água Velva! E a careta do meu pai com o ardor! Me lembro como se fosse hoje.

Desta turma aí não me lembro, mas o trabalho deles era e ainda é lindo.

Me lembro de quando morava na cidadezinha do meu pai, muito criança, vendo os homens colocarem as ferraduras nos cavalos. Nada me convencia de que o bicho não sentia a dor do cravo entrando. Me explicavam que ele entrava em uma parte onde não doia. Mas eu não gostava de ficar olhando. Sentia pena dos animais. Hoje fui procurar no Google porque o cavalo precisa da ferradura. Legal e interessante e explicação.

Alguem pode me dizer que profissão é esta? Que maquinário é este?

Felizmente esta forma de trabalhar ainda existe e é uma beleza. Adoro cerâmica!

Nem o sino a gente ouve mais! A não ser em cidades menores no interior do país. Mas é linda a dança do sino e a sua música.

Tem mais....continuo depois.

Copiei daqui:
http://p.download.uol.com.br/millor/aberto/nota10/images/324.pps

Nenhum comentário:

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...