quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Os gaiatos são sempre bem vindos nessa hora!



Domingo à noite. Voo no horário, vindo de Sampa pra Belo Horizonte. Tudo muito tranquilo, avião decolou feliz e depois das informações de rotina, o comandante todo orgulhoso de sua nova nave anuncia pro público pagante e ouvinte, que eles estão tendo a honra de viajar em uma aeronave novinha em folha, tipo XPTYW1234, sei lá mais o que, e fez uma pequena apresentação daquela formosura voadora.
E todos continuaram  a voar felizes da vida.
Chegando a BH, não sei o que houve na aterrizagem com o  piloto antes tão orgulhoso do seu novo brinquedo, que por algum motivo que nem quero saber qual pra não encher mais a cabeça de grilo aeronáutico que todos já temos, deu uma quicada no chão, um tranco tão grande, que sacudiu todo mundo por dentro e por fora. Habilidoso ( ainda bem! ) ele conseguiu segurar o bichão pelo chifre e deslizar numa boa até parar.
No que parou o susto emudeceu todo mundo, e,  naquele limbo, naquele segundo entre o alívio e o respiro agradecido, vira um seu Zé e fala alto:
- Ele deve estar amaciando a aeronave!
Foi o que faltava pra galera soltar o riso solto e nervoso que tava grudado junto com o medo.

2 comentários:

Ana disse...

Adorei o causo. Só não concordo que seja utilizado "voar" e "felizes da vida" na mesma frase. Totalmente incompatível. Isso sim é um erro de concordância. rs!

Ieda Dias disse...

Gata, quando falo sobre avião, voo, voar, tenho que me esforçar pra lembrar da turma que tem medo...juro q me esqueço
bjos bjins

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...