domingo, 21 de agosto de 2011

Tum... tum... tum... tum... tum...batendo o tambor pra chamar chuva!

Todo mês de agosto a história se repete. Secura no ar, falta de chuva, poeira, e tosse, e espirra, e funga. Peleja total.
E o fogo?  
Este é o inimigo que dá mais medo. Medo e pena. Dá muita dó ver uma mata queimando, bichos correndo sem rumo, ninhos de pássaros sendo queimados.
Ai!
Muito triste mesmo!
Vontade de ver uma chuva caindo gostoso, molhando a terra, fazendo subir aquele cheiro de terra molhada da minha infância.
Chuva boa pra limpar as folhas das árvores, trazer de volta o verde, o verde verdinho, sem o cinza da poluição e da fuligem dos motores dos carros. Aquele verde com cara de broto que acabou de nascer.
Até que não posso reclamar muito, porque temos um inverno cheio de verde e de flores. Nada de galhos secos esperando a primavera chegar. Mas ver o mato, a grama, o capim seco espetando o pé da gente, e a terra trincando, isso não é bom não.
Quero sentir a terra molhada, pisar no barro, sentir a lama saindo quiném biscoito entre meus dedos.
Respirar molhado, grudar a roupa no corpo, colar os cabelos no rosto, no pescoço, depois chegar em casa e tomar um banho quentinho, vestir aquela roupa limpinha, pegar meu livro e ler com o nariz respirando um ar fresco, úmido, e o pulmão voltando a se encher feliz da vida.
Esta é a chuva que eu quero.
Não posso escolher, mas se pudesse, não gostaria que viesse uma chuva arrancando tudo, invadindo casa a dentro, trazendo lama, pavor e prejuízo pra todo mundo. Principalmente praqueles que moram em casas menos seguras. Seria bom se chovesse logo. Assim, a chuva chegaria com menos pressa, menos fúria de cair.
Chegaria tranquila  pra prestar o melhor serviço que ela sabe fazer.
Trazer vida nova.
Nada mais agradável e mais bonito, do que um final de tarde depois de uma boa chuva.
Limpa o tempo e lava a minha alma.

Índios dançando chamando chuva. Lindo!


Bem vinda e abençoada seja. Parece ser isso o que dizem estas mãozinhas.

Chuva batendo na vidraça! Muito bom de ouvir.

Até o som dela caindo no guarda-chuva é gostoso!

Descalça e dançando na chuva. Delícia!!!Quem nunca brincou, ou sonhou em brincar debaixo de chuva!


E o melhor da brincadeira. Dar um pulão em uma poça d'água.

6 comentários:

Lêda disse...

Também sonho com um dia de chuva mansa, amiga... Vai ser difícil esperar até meados de setembro como é previsto pela meteorologia... Temos que rezar para São José, dançar a dança da chuva, entoar mantras indianos...

Ieda Dias disse...

Tá quase chegando...enquanto isso o vaporizador tá tendo trabalhop...
bjins proce

Ana disse...

Putz, chegando em BH ontem de noite dava pra ver a nuvem densa que abafa a cidade. Assustador. Que venham logo as chuvas da primavera!

Ieda Dias disse...

Que cheguem calmas, tranquilas sem muito alarde...rs
bjins gata

Maga. disse...

Legal,sua reza já trouxe uma tímida chuvinha aqui pela minha terra....
Acabei de assistir Meia noite em Paris, onde Woody Allen diz q a cidade é mais bonita na chuva...românticooooo
Mudando de assunto, te mandei um email agora ótimo sobre o Quino , da Mafalda, vá ver e depois me diga o q achou.
bjim

Ieda Dias disse...

Maga o imeio não chegou. Por favor mande de novo. E vc sabia que as fotos com chão molhado saem muito mais lindas? Preste atenção proce ver. Aqui ainda não caiu uma gotinha...os tambores continuam a soar.
bjos bjos

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...