quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Primeira audição de um sucesso musical

Esta música me traz uma saudade melancólica. Saudades de 20 anos atrás. Eu trabalhava em Paris e era babá de um garotinho (já contei vários causus dele aqui).  A avó dele era a produtora, diretora, gerente, amiga, tudo que um artista precisa, de Michel Polnareff, um grande cantor e compositor francês pouco conhecido porraqui, mas muito respeitado por lá. Ela foi casada com ele e, mesmo depois que o casamento terminou, continuaram trabalhando juntos até a morte dela, no princípio deste ano. Ele quase foi junto. Período muito difícil.
Bom, mas o que quero contar, é que uma tarde ela levou uma fita cassete, uma demo pra gente ouvir a nova música do Michel, que seria lançada no verão. Queria ver se a gente ia gostar. 
Ouvimos várias vezes, eu gostei logo de cara, e constatamos que seria um grande sucesso ( como realmente foi, e é tocada até hoje), quando pegamos o pequenino abraçado com seu ursinho,  rostinho colado nele, e embalando seu neném ao som de Goodbye Marylou. Tá registrado, porque a mãe do pequeno correu e pegou a filmadora. Ele nem se abalou. Continuou a ninar o ursinho.
O vídeo não tem nada de belo, pelo contrário, mas o piano tocado pelo Michel é de uma beleza sem fim. Não achei nada melhor que este. 
Outra curiosidade é que a internet ainda não tinha entrado na moda e ele já fala de teclado, tela, mensagem, palavras sem voz e login. Já existia por lá um antecessor da internet, que se chamava Minitel.
Me lembro de ter vindo ao Brasil, falado sobre ele e ninguém conseguia entender o que era. Não consegui explicar.
Meio que explicar hoje a internet, o Google e outras loucuras mais. Parece fácil. Mas não é.




Quand l'écran s'allume je tape sur mon clavier

Tous les mots sans voix qu'on se dit avec les doigts
Et j'envoie dans la nuit
Un message pour celle qui
Me répondre OK pour un rendez-vous

Goodbye Marylou
Goodbye Marylou
Goodbye Marylou
Goodbye

Quand j'ai caressé son nom sur mon écran
Je tape Marylou sur mon clavier
Quand elle se déshabille
Je luis mets avec les doigts
Message reçu OK code Marylou

Goodbye Marylou
Goodbye Marylou
Goodbye Marylou
Goodbye

Quand la nuit se lève et couche avec le jour
La lumière vient du clavier de Marylou
Je m'envoie son pseudo
Mais c'est elle qui me reçoit
Jusqu'au petit jour on se dit tout de nous

Quand l'écran s'allume je tape sur mon clavier
Tous les mots sans voix qu'on se dit avec les doigts
Et j'envoie dans la nuit
Un message pour celle qui
Me répondre OK pour un rendez-vous

Goodbye Marylou
Goodbye Marylou
Goodbye Marylou
Goodbye

6 comentários:

milu disse...

Me apaixonei pela música!!!Adoro música francesa...O som do teclado é incrivel...Bjs.

Anônimo disse...

Oi Iêda,

Se você for a autora de "Brinquedos da Noite", gostaria de te mandar um grande abraço. Reencontrei este livro hoje, e me emocionei. Eu o li em 1983, aos sete anos de idade. Hoje, antes mesmo de abri-lo depois de tantos anos, eu me lembrei da passagem da Rosinha soltando o Azulão. Memórias muito doces da infância.

Se me enganei com uma homônima, peço desculpas.

Abraços,
Rafael

Ieda Dias disse...

Milu procure conhecer a obra do Michel.Ele tem coisas lindas e vc vai ver q ja conhece musicas e não sabe q são dele.
bjos bjos

Ieda Dias disse...

Não tem problema Rafael. Recebo telefonemas e mensagens pra escritora e sempre q dá eu repasso...
mas bom tem vindo até o blog.
bjos

Júnia disse...

Iêda, que lindo!!!! Adorei mesmo.Piano tem seu lugar.... bjo

Ieda Dias disse...

A música do Michel é muito linda, Junia
bjos bjos

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...