terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Cigarro anti-incêndio - Sua próxima aquisição


Conversando com um amigo que acabou de  chegar da França, saiu o assunto sobre cigarros e ele contou essa novidade (pra mim).
Devido a muitos incêndios acidentais causados pelo cigarro, a Comissão Européia resolveu baixar uma norma aos fabricantes de cigarro, para que eles pensassem em um cigarro que apagasse rapidamente.  O engraçado é que a notícia não foi "noticiada" com alarde,  foi meio na moita. Isso é o que eu imagino porque segundo ele, de repente os fumantes começaram a perceber que não podiam ficar sem tragar um segundo que a porcaria do cigarro apagava. Eu imagino o tanto que foi engraçado isso. E começaram a trocar de marca, acende um , acende outro e nada. Continuava apagando. Até que alguem mais curioso que tinha lido sobre a novidade esclareceu o que tava rolando.
Este texto eu traduzi do link que tá lá embaixo. Tradução ao meu modo. Não confie total.


"Paris - Os primeiros cigarros anti-incêndio, uma norma que deve ser geral na Europa até metade de novembro, começam a ser entregues aos revendedores, foi o que anunciaram os fabricantes e donos de tabacarias franceses.
Para os cigarros, batizados lip ( lower ignition propensity, propensão à combustão reduzida), somente o papel muda.
Cada cigarro tem em seu comprimento dois ou três anéis, onde o papel dispõe de menos micro-furinhos.
Quando a combustão acontece nesses anéis, o tabaco é menos oxigenado, fazendo com que o cigarro se apague muito rapidamente a não ser que o fumante fique tragando o tempo todo.
Estes anéis permitem parar a combustão, agindo como barreiras, explica a Imperial Tobacco ( que fabrica as marcas francesas Gauloise, JPS e o Fortuna).
Estes cigarros correspondem a uma norma solicitada pela Comissão Européia que querem vê-los dotados de um dispositivo inovador, que limitaria os incêndios acidentais.
O gosto dos cigarros e sua textura não mudam, asseguram os fabricantes perguntados pela AFP. O papel de enrolar cigarros também será mudado. (muito comum na Europa os fumantes comprarem o fumo e enrolarem o próprio cigarro)
Na França, a Confederação dos vendedores de cigarro que tem um serviço pra atender ao consumidor,  teve reclamações de consumidores dizendo ter percebido mudança de gosto no cigarro.
Os fabricantes tem até 17 de novembro pra modificar os cigarros que serão entregues pro consumo.
Alguns, como o Imperial Tobacco - France já começaram a fornecer exclusivamente os lip aos revendedores para que eles possam desfazer de seu estoque de cigarro não lip até 17 de novembro."


Os primeiros cigarros anti-incêndio no comércio da Europa Quarta-feira, 24 de agosto de 2011
Tirei daqui:
http://cannactus.blogspot.com/

Mais cedo ou mais tarde essa moda vem pra cá. Segundo o meu amigo o gosto ficou muito ruim. Ele não consegue explicar direito, mas disse que parece que a fumaça "incha" na boca. Curuz! O fato, é que a negada que gosta mesmo de uma fumaçinha tá nem aí. Continua fumando.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

São só vinte anos mas parecem duzentos!

Só de começar a escrever este post,  eu rio quiném uma idiota. Me divirto aqui. Você não imagina o quanto.
Foi assim. Tirei o dia pra dar uma limpeza na estante de livros.
Fazer doações. Seleciona daqui seleciona dali dei com um livro de dicas, que infelizmente não tem data da edição.  Eu sempre assino e dato meus livros. Este adquiri em 01/1999. Portanto, só que tá comigo já lá vão 13 anos.
Relendo as dicas me dei conta da velocidade que a modernidade tá andando. Então  resolvi fazer uma brincadeira. Vou transcrever as dicas e fazer uma observação pensando numa vovó conversando em casa e num super mercado com seu netinho/a de uns dez anos, nos dias de hoje.

1-  Para afiar as lâminas do moedor de carne, coloque um pedaço de lixa em seu interior e gire a manivela algumas vezes.
* Como assim?
- Não sabe o que é moedor de carne? Acha que ela já sai moída da vaca. O que é  manivela? Esquece! Vamos pro Carrefour.
2- Para tirar o gosto amargo do doce de cidra, rale a fruta e misture um pouco de sal. Deixe por dez minutos e depois enxágue.
* O que é cidra?  Já ralei muito hoje. Tô morto!
- Rale, é do verbo ralar com o ralo. Ai!  Deixa pra lá. Compramos uma lata de doce de leite.
3- Antes de descascar chuchu, passe um pouco de óleo nas mãos, para que a baba não grude
* - Sim, chuchu tem que descascar. Quem come isso! A gente chora quinem quando descasca cebola?
Não é lágrima, é baba sua anta!  Pode deixar que eu descasco.
4- Quando fizer macarrão em casa, use um cabide para secar a massa. A macarronada ficará mais saborosa se você misturar um pouco de pimenta-do-reino no queijo ralado.
* - Se tem jeito de fazer macarrão em casa? Claro que tem. Porque não pode colocar na secadora de roupa?  É melhor comprar um Barilla.
5- Se a maionese talhar pingue água fervendo, aos poucos, sem parar de bater, até que ela volte ao normal.
* Talhar? Sem parar de bater? Não entendi, porque bater na maionese?
- Esquece! Compramos Hellmann's. Você gosta com limão, né?
6- Para remover o cabelo do milho basta umedecer uma escova de dentes e escovar a espiga. Assim, todos os cabelos sairão rapidamente.
* Eca! Milho tem cabelo? Caspa também? Nunca mais como isso na vida!
7- Lábios muito ásperos, passe de vez em quando um mingau de coalhada e mel; deixe-o agir durante alguns minutos antes de tirar a mistura.
* Proibiram hidratante labial; gloss também? Nem com filtro solar? O que é mingau? Acha onde? Em qual gôndola?
8- Para evitar que as galinhas fujam, junte umas três ou quatro penas (de uma de suas asas) e amarre-as com barbante.
* Como fugir? Se a galinha tá congelada como ela pode  fugir? E nem tem penas.  E fugir por que? Pra onde? O que é barbante?
9- Para limpar flores artificiais, coloque-as dentro de um saco de papel com fubá de milho ou sal. Sacuda bem. Estes produtos agem como abrasivos removendo a sujeira.
* Ân? Flor o que? Fubá? Qui doido!
10- Manchas frescas de anil podem ser removidas lavando-se o material em água fria e sabão.Se necessário, use um pouco de vinagre, que servirá para apressar o processo.
* Anil? Que material? Esta é a mais punk de todas!

domingo, 29 de janeiro de 2012

A semana promete ser magnífica!

Aproveite bem sua semana que este céu ainda vai ficar mais lindo!
A lua só tá começando a mostrar sua beleza!


Assunto bom pro domingo que pode render pra semana

A idéia deste post não tem nada a ver com rir ou ridicularizar pessoas. Pelo contrário. Penso que os pais tem o direito de escolher os nomes dos filhos.Pensamento óbvio. Mas eles devem convir (adoro essa expressão!) que seus pupilos quando recebem nomes muito diferentes dos da grande maioria, vão passar maus pedaços, situações constrangedoras, pra não falar do tão em moda, bullying.
Todos estes nomes são verdadeiros. Foram anotados por uma pessoa amiga no seu trabalho em um Hospital. Retirei os sobrenomes por motivos também óbvios.



- Darryson
- Aclyton
- Kesnelibs ( meu Jesus! )
- Dernycleynely e Dyeryson (são irmãos e os pais duidinhos com Y)
- Heryllen
- Fredoilio ( a mãe queria Fred Willian. Lembram do Ulto, (Welington) que já contei o causu aqui no blog? Mesma história e mesma fonte. Se os próprios pais tem dificuldade de falar, imagine as outras pessoas )
- Dhiorley
- Karen Apuc
- Kerem Hapuc - ( Segundo minha amiga, quando foi chamado o nome na sala de espera, apareceram duas. Só a forma de escrever era diferente. Inacreditável. Depois ela soube que é muito comum na região. Nome bíblico )
- Dhanister
- Aliks Ariane
- Dablio Weik ( os pais gostam mesmo de um W. Um não, dois )
- Umarllon
- Reginalilda
- Maclarem e Maclaine ( também são gêmeos )
- Izalena ( não seria Ilza Helena? )
- Salekson
- Linyker
- Lan Kaster (lembra do perfume?)
- Aldejones
- Zoilo ( tadim! )
- Barnabés e Fidel ( irmãos - Sacanagem dos pais)
- Pablynne
- Jynakellen
- Klayvert
- Wyne
- Wmakool Benedito ( o Benedito salvou este garoto. Como será que pronuncia o primeiro nome?)
- Wrliane ( também não sei como fala )
- Hallese Maciel
- Kenllem Adriano
- Iamgleber
- Gilikeilya
- Lindhoran
- Hadessa ( este eu gosto )
- Saja Janys
- Digriany Boone
- Eyssila
- Eyshila
- Ualas ( devia de ser Walace a idéia inicial)
- Cheironilda ( ninguém merece! )
- Helckinny
- Myzrhaym ( este também não sei pronunciar )
- Wansdio
- Joquebede Bals ( de onde será que saiu a idéia? )
- Kewllen
- Tayslania Wandeslannia( segundo minha amiga, esta aí quando terminar de aprender a escrever o próprio nome, já estará alfabetizada )
- Dyerkson
- Caren Dhiessica

Se você observar bem alguns nomes, verá que a idéia dos pais não foi essa.
Eles pensaram em algum nome e não souberam pronunciar. O sacana do escrivão é que deveria ser menos cruel. A propósito. Escrivão precisa saber ler e escrever? Ele é obrigado a fazer o que os pais pedem? Pode questionar? Sugerir? Tentar entender o que eles querem dizer? Ou tão nem aí, descem o cacete e foda-se o gambá?

Acho maldade!


Sempre que vou corrigir o texto, coloco primeiro o corretor automático, depois leio e releio várias vezes e ainda sai muita coisa ruim e errada. Meu português é bem sofrível. Fui fazer isso agora e tive um ataque de riso. Amarelou de cima a baixo. Ou em baixo. Decida você.
 Desisti.

sábado, 28 de janeiro de 2012

Livros que estou doando

Dei uma geral em minha estante de livros e peguei estes pra doar. Como a maioria é em francês, não é muito fácil encontrar quem queira. Se você quiser ou souber de alguem que possa querer me diga que eu envio. Se for em BH melhor ainda. Fica mais baratim.
Pra quem tá aprendendo francês (coisa rara hoje em dia) os livrinhos de humor e as bande dessinée são ótimas dicas. Aprendi e ri muito com eles.




sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Mais dicas da dona Ines de la Fressange

Eu sou fã da maneira como as francesas se vestem, se penteiam. É tudo milimetricamente pensado pra dar um ar de desarrumado. Tipo, saí correndo. Cabelo sempre despencando com aquele ar de desleixo, eu adoro.
No livro da Ines ela dá umas dicas legais e selecionei algumas que tem a ver com o nosso universo porque brasileira é o contrário. Gosta de se arrumar, combinar, ficar impecável.
Coloquei aqui três fotos tiradas do livro, de três maneiras típicas do vestir da francesa e algumas dicas pra sair fora do óbvio, do lugar comum.
1- Jeans com sandálias de pedrarias ao invés de tênis
2- Colar de brilhante ou gargantilha de brilhante sobre camisa jeans durante o dia, e não sobre um vestido preto a noite.
3- Vestido de noite com sandália bem simples e não com sadálias de pedrarias.
4- Vestido de musseline estampada com botas de motociclista bem gastas, e não com sapatilhas novinhas. (Adoro essa, minha cara!)
5- Vestido de noite com bolsa de palha ao invés de carteira dourada (pra quem usa, achei super legal)
6- Smoking com tênis e não com scarpins de mulher fatal (pra quem é magra e alta. Chiquérrimo!)
7- Mocassins com short e até com meias e não com calças sem meias. ( Lindo!)
Depois eu conto mais. Tem muita idéia legal.

Amo este modelito e ainda vou criar coragem pra comprar essa camiseta do Gaultier. Muito cara, mas uma hora eu  fecho o olho e me jogo...rs. Tem coisa mais chic do que ela com este blaser azul marinho?

Mocassin, calça larga porque elas podem por serem magérrimas, camiseta branca e o blaser de novo. Lindo!

E o vestidinho de seda ou de algodão com um cardigan então! Tem coisa mais romântica e chic ao mesmo tempo?

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

As pedrinhas dos escravos de Jó rodando mundo


A primeira vez que saí do Brasil pra trabalhar lá fora foi em 1979. Século passado, mas parece que faz muito mais tempo do que 33 anos. Tanta coisa aconteceu neste tempo! Quanta mudança neste mundão de Deus. Mudança pra melhor, várias, e mudança pra pior também. Mas esta não é a discussão de hoje.
Vendo TV, e pelo que tenho lido e vivido ultimamente, a dança da imigração tem mudado de música.
Na década de 80 e 90 a música que reinava era a americana, inglesa, francesa e alemã. Hoje a diversidade toma conta. As pedras do antigo joguinho de crianças estão girando por terras nunca dantes pensadas.
Quando em 1980 eu iria pensar que nossas fronteiras iriam ser invadidas por povos de outros países muito mais ricos e cheios de futuro que o nosso, como americanos, ingleses, japoneses, fora toda a turma da América Latina?
Quando eu iria sonhar que cada amigo meu que chega hoje da Europa ou dos EUA, voltando agora pra ficar, fosse dar notícia de que muitos outros estavam no mesmo vôo, e com a mesma intenção? Aviões cheios de brasileiros que estavam na Espanha, França, EUA e vários outros países, agora lotam os aviões pro vôo de volta à Pátria Amada Idolatrada.
Salve! Salve!
Bendita volta!
Foi bom ter ido? Imagino que na maioria dos casos foi sim. Pra mim foi ótimo! É bom voltar? Pra grande maioria vai ser sim. Eu sempre estimulo os amigos a voltar. Quando ficamos muito tempo fora, ficamos com medo da volta. E eu animo a todos dizendo, que você não tá indo pra um país que não conhece. Tanto, que tá voltando. Voltando para casa, para junto dos seus. Para sua terra, para o seu povo. Não temos que ter medo . Da mesma forma que lutamos pra nos adaptar lá fora, a adaptação aqui vai ser lenta pra alguns, mas sempre feliz.
Mesmo agora quando a grana começou a diminuir lá fora, as chances de emprego se escasseando, se alguém me pergunta o que eu acho de partir, eu sempre dou a maior força. Força pra partir e pra retornar. Partindo temos a grande oportunidade de aprender muito. Conhecer outra cultura é a melhor forma de valorizarmos a nossa e de trazermos idéias e maneiras melhores de viver. Não esquecendo que deixamos também pra eles muito do bom que levamos conosco. Todos saem ganhando.
A ciranda e os escravos de Jó sempre vão existir e continuar com sua dança. O que sinto é que daqui pra frente, nós, brasileiros, vamos sair mais pra aprender, crescer, conhecer; e não somente pra ralar, sofrer humilhação por estar vindo de um país de terceiro mundo querendo sugar riqueza. Simplesmente querendo trocar.
Temos muito que aprender e mais ainda temos pra ofertar.

E como já cantava o meu amor Gonzaguinha, em Por aí...

"Muito que andar por aí

Muito que viver por aí
       Muito que aprender por aí
        Muito que aprontar por aí"

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Carnaval ecológico - cada um aproveita o feriado como gosta

Eu não conheço Passa Quatro, mas conheço o Evaldo. Ele já tá há muito tempo nessa e além dos passeios ecológicos, todo ano faz O caminho de Santiago. Dê uma passada no site dele pra conhecer melhor todos os programas..



CARNAVAL ECOLÓGICO TERRAS ALTAS DA MANTIQUEIRA - Estrada Real

(Pouso Alto/PASSA QUATRO/Itamonte)
De: 18 a 22.02.2012


PASSA QUATRO: “Um pedacinho do paraíso na terra”

Encravada nas Terras Altas da Mantiqueira, nome que em tupi-guarani significa "serra que chora" ou "lugar onde nascem as águas", Passa Quatro possui várias nascentes que banham a cidade e nelas encontramos quedas d´água, cachoeiras lindas e alguns dos picos mais altos do País. No sul de Minas a 435 km de BH, é a primeira cidade mineira no Caminho Velho da ESTRADA REAL

Hospedagem em Pouso Alto na Pousada Estrada Real.
Caminhadas diárias visitando as principais cachoeiras e atrativos da região.
Inesquecível: Maravilhoso passeio de trem a vapor pela Serra da Mantiqueira.



Veja mais detalhes pelo site: http://www.trilhasdagua.com.br/

Mais informações: 9985.3185
evaldo@trilhasdagua.com.br

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Banheiro público chiquérrimo em Paris

Tô lendo o livro da Ines de la Fressange - A Parisiense, e tenho descoberto um monte de coisa que já sabia. Como assim? Verdade!
Quando morei em Paris e mesmo nas outras tantas vezes que lá fui, um monte de "paisagem" ficou  fazendo parte da paisagem. Me acostumei. O livro é bem legal, engraçado, interessante. Vou continuar dando dicas pra você e  prá começar  lá vai o banheiro público da Place de la Madeleine.
Se você está em Paris ou indo praí, não deixe de visitar.






"Se quiser surpreender alguem que esteja com você, coloque-se de frente para a igreja da Madeleine, de costas pala o obelisco da Place de La Concorde e, logo à direita, procure uma escadinha indicando banheiros (sim, sim!). Você descobrirá um tesouro antigo e desconhecido num estrilo Belle Époque em madeira e cerâmica; um lugar preservado mas "funcionando" como se a localização subterrâneo tivesse salvaguardado das melhorias de urbanismo decretadas por todas as prefeituras dos últimos tempos.
A autenticidade da decoração, assim como a funcionária dedicada e entusiasmada que está sempre lá, fazem voc\ê se sentir imediatamente contemporânea de \Marcel Proust!
Como é divertido este salto no tempo, a sensação de estar na Paris do passado graças a esse pequeno espaço "sanitário" bem mais autêntico que muitas atrações turísticas. Não sei se o local é tombado, mas a maioria dos parisienses não o conhece."
Dica que copiei do livro de Ines de la Fressange - A Parisiense

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Domingo na laje

Depois de uma seca que quase mata a gente de sede e calor, depois de uma chuvarada que parecia querer  varrer nosso estado do mapa, eis que ele surge lindo, quente sem queimar, gostoso, aconchegante, exuberante.
Um dia lindo de sol. 
Nada como um domingo passado com a família na laje,  com direito a almoço delicioso, bebedinhas geladas, papo da melhor qualidade e muito riso.
Eitia vida dura, sô!

Melhor do que a toquinha de plástico de porquinho, com direito a focinho e rabo, só mesmo o riso que ela provoca, toda vez que olhamos pra cara da dona dela portando esta peça mais fashion impossível!

E a natureza passou o dia todo mostrando serviço!

Minha parceira e eu demos um baile nos adversários....hehehhe....bela vitória!
Toque aqui colega!


E a noite chegou trazendo um céu azul, límpinho de nuvens, e cheio de estrelas.
Dia feliz!

sábado, 21 de janeiro de 2012

Relaxando pro findi com a Horta da Luzia



- Ele teve a pior, que foi a dengue hemorrágia

- Se eu ganhar na loto quero viajar muito , conhecer Miami, Equador, Colombia...(gosto não se discute...)

- Varinha de cordão...Narcisa Tamborindeguy

- A estrada tava tão ruim que a gente ia pelo encostamento

- O próximo carro que eu comprar vai ser igual ao seu; tómatico

- É simples de ver, procura no Google ( pronuncia-se góógli)

- Tô fazendo academia,  e adorando o ispiner

- Pode colocar o piano de calda naquele canto

- Assim fica muito dificultoso!

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Feliz aniversário, querido irmão!


Hoje é dia de parabéns. Parabéns pra querida cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, que escolheu como seu protetor São Sebastião, que também comemora hoje seu dia, e parabéns pro meu mano, que por muito pouco não se chamou Sebastião.
Não vou substituir este parabéns público pelo presente, porque como eu mesma ensinei ele vai dizer que preferia a parte dele em dinheiro...rs.
Muita saúde, alegria e bons amigos querido irmão é o que te desejo.
E continuo pensando no que poderia ser um presente que chegasse perto ou te fizesse tão feliz, quanto o sorriso, os abraços e os beijos das suas cinco mulheres. Arranje um lugarzim pra mais uma que eu tô chegando.
beijos beijos

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Um beijo minha querida!

Abra o armário e pegue por favor aquela pasta. Você sabe qual.

Há muitos anos eu trabalhei com um grande amigo que tinha uma fábrica de jóias. Foi uma época muito boa. Cheia de aprendizado. Fiquei muito sabidinha em matéria de pedras, ouro e afins. Eu dei muita sorte na vida por ter feito tantos trabalhos, cada um completamente diferente do outro. É muito legal porque, em cada trabalho que eu fiz, precisei apurar de acordo com a necessidade algum dos cinco sentidos. Neste ramo precisei ter olhos muito ativos, senso de tamanho, peso. Enfim, precisão é a palavra.
Me lembro que às vêzes tava contando e pesando pedras, pedrinhas miudinhas, fossem diamantes ou outra qualquer. Se caía alguma no chão em poucos segundos eu encontrava. Até hoje sou craque pra encontrar miudezas que caem no chão. Fiquei também boa em sentir um peso e dizer quantos gramas. Apurei mais ainda este sentido com a viajação sem fim. Sou capaz de falar peso de malas quase na pinta.
O causu que me lembrei pra te contar é um bom.
A gente trabalhava em um casarão antigo no centro da cidade, que infelizmente demoliram há pouco tempo. E ele foi dividido em dois escritórios. Metade era do meu amigo e a outra metade do pai dele, que trabalhava no mesmo ramo. Já contei alguns causus do livro dele aqui. Uma peça raríssima (veja os causus de Soter Pádua).
Essa família já tá na quarta geração no ramo de joias e pedras preciosas.
O meu amigo, rapaz novo, cheio de ideias e ideais, afoito como todos que estão no começo da vida, com pressa de alcançar seus objetivos, no começo de casamento, todas essas coisas que fazem a gente perder de vez em quando o prumo e ficar no maior aperto. De grana principalmente. E o pai dele, já mais na paz, na calma e na tranquilidade dos muitos anos já vividos, dos sábios, sempre era a vítima escolhida pra quebrar nosso galho. Resolver nosso problema do momento. O problema da sempre falta de grana.
Era um tal de "vai lá no papai e pede pra ele tanto emprestado, assine um recibo que depois eu pago". E lá ia eu. Saía de uma porta e entrava na outra.
No que eu entrava, parecia estar escrito na minha cara a causa da visita. Ele já me olhava e perguntava:
- Quanto?
Eu rindo dizia. Ele me dava a grana, eu mesma fazia o recibo e assinava; se fosse hoje não faria pra contribuir com o meio ambiente. Jogar papel fora é um pecado! Aí, chegava o momento que eu mais gostava. Ele me pedia solene apontando uma porta do armário:
- Iêda, abra e pegue por favor a pasta de "CANO".
Eu pegava a pasta e mais solenemente ainda, abria os ganchos de metal, furava com o furador o meu recibo, arquivava e recolocava a pasta no armário. Antes porém, só dava uma olhadinha pra ver se a pilha tinha crescido muito desde a minha última visita, conferindo os nomes dos amigos e rindo.
E ele ria comigo dizendo:
- Essa é a pasta que tem mais movimento neste escritório.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Partir e morrer não é o fim. Ficar, pode ser morrer

- Eu não tenho mêdo deles não Duarte! Nem um pouco.
Tenho mêdo é de ficar vivendo assim.
- E se você morrer?
-  Se eu tiver que morrer lá,  eu morro e pronto!  Viver assim é pior que morrer.

(Rachel de Queiroz,  em cena final do Memorial de Maria Moura)

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...