sexta-feira, 27 de abril de 2012

Passeando pelo Quartier Latin e Île da la Cité

Passeiozim ajeitado prum final de tarde...veja só!

Passando primeiro pela comilança do Quartier Latin...



Pra Paris os preços estão razoáveis. Não é nenhum almoço na Polônia, mas quebra o galho.



Pra quem gosta de carne, este sanduiche alimenta e é de ótimo tamanho. Vem com saladinha.


Adoro couscous marroquino.

Olhe que cantinho simpático!

Pros amantes de jazz este lugar é famoso na cidade.




Só falta chegar o verão e os clientes. Tá tudo prontim esperando.

E a velha senhora aguarda também seus fiéis seguidores linda e limpinha.

Japonês é duidim com foto aqui e nos jardins da Torre Eiffel.

Alguem caiu na água, já sabe pra qual número ligar...

Quando vamos aproveitar nossos rios tanto quanto este povo aqui aproveita do Sena!

Jardim ao lado da catedral de Notre Dame.





Tá bom por hoje. hora de fechar o buteco lá e aqui.


Duas mulheres, dois destinos e um so sentimento: vazio

Me apaixonei de imediato quando vi estas mãos. A delicadeza dos dedos longos me encantou. Pensei no mesmo instante; poderia ser nos dias de hoje as mãos de uma modelo. Delicadas e magras.
O mesmo pensei sobre os pés.

Esta posição dos pés, ficou pros meus olhos, de uma tristeza, um recolhimento, um medo de dar pena.
Mas, também lindos.
,
Mas quando olhamos a foto de corpo inteiro o choque é inevitável. Esta mulher foi condenada a viver (viver???) em um campo de concentraçao por ser prostituta, o que pros nazistas era considerada uma ¨raça de bastardos¨. A escoria do mundo.
Quando foi presa, pesava 75 kilos. As fotos foram feitas 4 (quatro) meses depois de ter sido liberada. Estava se recuperando e pesando 25 kilos; e só tinha 31 anos.

O transtorno, a tristeza, a impotência diante de tanta força bruta, resultou neste olhar de enlouquecer a gente de compaixão e em botões encaixados em casas erradas. Enfim, qual a importância de um botão   diante de tanta perplexidade!
Josefa Bala, polonesa,  foi deportada  em 13 de outubro de 1942 e assassinada  15 dias depois aos 28 anos de idade.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Passeando, costurando, comendo, rindo, aprendendo.....eitia vidão!




As colegas sempre presentes. Todo mundo as adora!




Cada trabalho mais delicado do que o outro

Este gatinho de segurar porta não é um charme!

Aqui bebe-se o champanhe e a rolha vira enfeite de árvore de natal. Nada se perde!



E as flores das louças se misturam com as flores dos tecidos...


O gatinho da dona da casa fez até pose pra mim! Do lado de fora da janela, nem aí pro frio.

O melhor da festa. A hora do lanche.

Hoje teve comemoração especial de aniversário. Torta de maçã, bolo de chocolate, brioche, geleia, chás e café.
E a primavera chegou enfeitando o jardim e a sala de estar.



As rosas da primavera passada aguardando a chegada das que vão florir este ano. Pra mim não deixam de fazer bonito. Mesmo secas, são lindas!

A cerquinha tombou e ficou ainda mais charmosa!

O  "vida dura" do Noirou se coçando

Fim dos nossos serviços hoje em Saint Nicolas la Chapelle. Amanhã já escrevo de Paris.

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...