quinta-feira, 14 de junho de 2012

Descendo o Vale do Kathmandu

Ontem foi um dia ímpar. Entre tantos. Comecei meu dia me levantando às 3 da matina pra subir o Vale do Kathmandu e ver o sol nascer na Cordilheira, bem atrás do Everest. Uma maravilha que não me canso de admirar. Mais lindas que as montanhas do Nepal, só mesmo as montanhas das Minas Gerais.
Durante o dia, entre outras coisas assisti a uma cremação do princípio ao fim. Com todo o ritual. Impossível não se tocar com este ato que pras pessoas daqui é absolutamente normal ( vou postar, poupando fotos) e não se tocar. Passei o final do dia atordoada e com enjôo. Não é fácil pra uma simples ocidental. 
Prometo regularizar as postagens neste final de semana. Muita informação, muitas fotos, muita mudança de hotel, muito sentimento junto e misturado.
 Embolei.


Mas não pude deixar de postar pelo menos uma foto. Esta fiz de dentro do carro na descida. 
Nem se ela tivesse sido armada teria saído tão coincidentemente linda e harmoniosa nas cores.
Ô sorte!

2 comentários:

Regina Rozenbaum disse...

Posso imaginar!!! Aproveito que hj é quinta (dia da casa do Richard)e vou enviar daqui "desembolo" procê (Reiki). Nunca é demais né messs? Quem me perguntou por vc foi nossa amiga Vênica. Disse-lhe que melhor seria entrar aqui e ter uma leve ideia do que tá vivenciando.
Beijuuss, amaaada, n.a.

Ieda Dias disse...

Continue enviando minha amiga...e eu continuo aceitando com todo gosto...donaVenica nunca entrou aqui. Não sabe o que tá perdendo..hhhee..bjos bjos e até breve

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...