segunda-feira, 27 de agosto de 2012

As aves que lá gorgeiam, não gorgeiam como aqui...


Um deputado conservador espanhol teve que pedir desculpas depois de ter declarado que custava chegar ao final do mês com seu salário de 5.100 euros, declaração que provocou um escândalo no país onde um quarto das pessoas ativas estão desempregadas. "Entre os 416 euros que eu recebo como conselheiro (municipal, NDLR), que somente pagam algumas contas, os 4.200 euros líquido, mais ou menos, que eu ganho como deputado e os 290 que eu recebo como funcionário da Assembléia (da Galícia, NDLR), no total eu ganho mais ou menos 5 100 euros e isso não dá", falou domingo Guillermo Collarte, numa entrevista ao jornal A voz da Galícia.
A reação da sociedade foi imediata, já que a Espanha sofre de uma taxa de desemprego a maior do mundo industrializado (24,63%), os desempregados por direito recebem um salário moradia mensal de 400 a 450 euros, sendo que o salário mínimo é particularmente baixo (641 euros). " O pobre , me dá pena", podemos ler ironicamente no Twitter, onde o hashtag#verguenza (vergonha)  fez furor. "Se você tem problema ( a chegar ao final do mês), imagine os outros", comentou uma pessoa. " eu acredito que você deveria pedir demissão, você faria um favor a sociedade", disse um terceiro, e concluiu: "Além do mais, numa empresa privada, você ganhará mais".
Domingo à noite, o deputado, que foi também criticado pelo seu próprio partido, o partido popular (PP) no poder da Espanha, pediu desculpas através  da rádio Cadena Ser, dizendo que falou "num sentido figurado". " Eu peço perdão a todos que se sentiram ofendidos, eu sei perfeitamente que existem pessoas com 400 ou 500 euros e muitas pessoas sem nada que, estes, estão verdadeiramente mal".
Traduzi do Le Point.fr on line de hoje.

Um comentário:

Anônimo disse...

- é, morena... por isso que a espanha vai derretendo nesse verão... os espanhóis ficaram vagabundos e perdulários. quase igual ao brasil-do-pt que vive de boquinhas, empreguinhos e greves. pensando assim, não há economia que se recupere. tem que fazer como os portugueses: arregaçar as mangas, vender o que puder, baixar os custos e tratar de reconstruir a vida... sem pieguice!

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...