sábado, 29 de dezembro de 2012

Hanseníase - aqui existe; ou, a ficha caindo ainda em tempo

Se você tá achando que sua vida anda morna, boa mas sem muita graça, que tá meio paradão, tem vontade de dar uma agitada, ajudar alguem, ocupar seu dia seja por completo ou parcialmente, venha pra Índia. Ou vá pro Vale do Jequitinhonha, ou pro Nordeste do Brasil, Etiópia, África, ou mesmo na sua própria cidade você vai encontrar, com absoluta certeza, uma razão de viver com muito mais alegria e plena satisfação.
Aqui na Índia não existe pra mim um só dia em que eu não sinta o enorme prazer de poder estar ajudando. Acontece, que são tantas coisas, que pra algumas demoro um pouco a "cair em si" e ver que a solução é mais simples do que imaginava.
O caso deste garoto por exemplo.
Contei aqui:
http://oquevivipelomundo.blogspot.in/2012/12/voce-teria-coragem-de-parar-esta-fila.html

Quando ele apareceu em nosso Hospital e fiquei sabendo do problema, logo pensei em ligar pros laboratórios e ver se não conseguia os medicamentos de graça. Logo depois, conversando com nosso médico, soube que o governo indiano como o nosso brasileiro fornece o tratamento gratuitamente.
Só que no posto de atendimento de Bodhgaya não tem os remédios que ele precisa.
OK. Pensei, muito simples, vou escrever pra quem for responsável em Delhi e pedir, ver o que preciso fazer, mandar receita, se mandam pelo correio, etc e tal.
Resumindo.
Esta língua não é uma língua simples de aprender, pelo menos pra mim, e, to sempre precisando de intérprete. Mais ainda, pelo pouco que já tô conhecendo deste povo, até resolver essa burocracia o garoto já poderia estar com a saúde muito comprometida.
Peguei com o nosso médico a lista de remédios e saí olhando em todas as farmácias de Bodhgaya pra ver a possibilidade de comprar nós mesmos, do New Prema Charitable Hospital.
Não sei porque, mas na minha cabeça, remédio desta importância deveria ser tarja pretíssima, difícil acesso e tal.
Qual o que!
Encontrei em todas as farmácias e são baratos. Pra mim. Pra um indiano pobre, ele vai gastar por dia pelo menos o que ele gastaria pra comer em uma semana. Impossível comprar.
Resolvi comprar, quando caiu a ficha. E se eu comprar onde compramos os medicamentos pro nosso Hospital? Posso conseguir mais barato ainda.
Nosso médico ligou pra lá, e não só posso, como estou indo amanhã pra Gaya e vou trazer tudo. Pra 1 ano. Tive a idéia de combinar com nosso médico, de dar os medicamentos pra 3 meses. Assim, a cada 3 meses ele vem pegar e é examinado pra ver como anda.
Clareou e resolvi o problema, não tão rápido como poderia ter sido se tivesse tido tempo pra parar e pensar desde o princípio. Mas tá bom. Muito bom.
Estes são os medicamentos e gostaria que se você pudesse,  ajudasse este garoto a fazer o tratamento. Além dos remédios ele precisa de ter uma boa alimentação e tudo que você já sabe de cor. Pensei em uma cesta básica com arroz, lentilha, trigo pra fazer o pão (aqui todos fazem o pão em casa todos os dias) e mais alguma coisa que vou me informar direitinho.

-EVION - 400mg
- NEUROBION - 400mg
-DAPSONA - 100mg
- R-CIN - 450mg

QUER ME AJUDAR?
POR FAVOR, DEPOSITE EM MINHA CONTA DO
HSBC
BANCO 399
AGENCIA 1561
CONTA 0831621 tudo junto sem dígito
CPF 156643506 44

A conta do PAYPAL tá suspensa até que eu consiga resolver com eles uma série de exigências que estão fazendo. Peleja! Aviso quando voltar a funcionar.

E PENSE DIREITINHO A RESPEITO DE COMO VOCÊ PODE AJUDAR. ANO NOVO, VIDA NOVA, VAMU QUI VAMU!!!!
MUITO OBRIGADA DE CORAÇÃO!

Fiz foto da perna também mas não ficou boa. Eu estava nervosa e constrangida, mas agora quero fotografar o Prem todas as vezes que ele vier consultar. Acompanhar o processo.

Falei sobre este caso aqui
 http://oquevivipelomundo.blogspot.in/2012/12/voce-teria-coragem-de-parar-esta-fila.html

 Esta é a receita que to levando pra comprar tudo na segunda-feira
O valor do total pra 1 ano, vai ficar em aproximadamente  5.000 rúpias ou R$ 190,00 emais o valor da cesta básica que falta calcular. Aviso assim  que souber.

2 comentários:

Anônimo disse...

Ieda me diz o valor da cesta-básica. Faço questão de ajudar. Só quem já passou por esta doença sabe o que é.
Um grande abraço e estou com você.

Anônimo disse...

Pois eu noto que aqui na Bahia também, o maior problema não é falta de recurso é falta de informação sobre como obter o recurso. Em resumo : falta de escola. beijos e força querida amiga, mar

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...