terça-feira, 14 de maio de 2013

Como bem disse o mestre Millôr Fernandes...

..."viver até que é muito bom, mas não precisava de ser todo dia"...



E pensando nesta, me veio uma frase (esta é minha) 
- Tem dias que são tão difíceis, que tenho certeza que se subir numa balança meu peso vai aparecer em dobro"!

E lembrei também de um livro que amo. Um dos melhores  que já li em minha vida.
 A insustentável leveza do ser, do Sr. Kundera.
Tem uma passagem que é de fazer doer a alma.
"Mãe e filho andando pela rua um dia após a morte do esposo e pai e ele repara que a mãe havia colocado os sapatos ao contrário. Pés trocados. Eles caminham em silêncio e ele não ousa dizer nada a mãe porque ele sabia que a dor que ela sentia internamente não representava nada comparada a dor de ter os sapatos trocados nos pés".
Jamais vou me esquecer disso. 
E lembrar dele é como se fosse um sinal.  
Sinal de que a barra tá pesada pro meu lado.
Mas vai passar. 
Como sempre.
Passa. 
É só ter paciência. 
Mais um pouco de paciência.

3 comentários:

Anônimo disse...

Eidia, um bj pra vc.
Fatinha

Ieda Dias disse...

Obrigada querida...a nuvem negra já tá lá longe...mas, como disse meu amigo Rey, a vida é feita de altos e baixos, quinem a linha do eletrocardiograma...se ficar reta, é pq vc mooooorreeu...rsss.to boa feito côco...bjos bjos bjos darling e merci encore une fois

Anônimo disse...

Tristeza nao combina com vc!!
Dada

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...