quarta-feira, 10 de setembro de 2014

LEVANDO O CARIOCA PRA CONHECER O MAR

Você sabia que tá cheio de carioca que nunca foi à praia? Não conhece o mar?
Quando morei em Meudon, na França, cidade que fica há 20 minutos de Paris, conheci uma portuguesa que morava há mais de 20 anos lá e nunca tinha ido à Paris. Ela me achava completamente louca, quando eu pegava as crianças pra passar a tarde num parque em Paris. Era como se eu tivesse indo pra Saturno.
E a grande maioria do povo que vive aqui em Bodhgaya também nunca saiu da cidade. O mais longe que esta turma que carregeui ontem pra Nalanda já foi, foi em Gaya, que fica há uns 18 km.

 ( não vou repetir toda a história, porque já contei tudo no post acima )

Por sinal o irmão mais velho do Anup, Yogender, este de camisa rosa, abortou o passeio em Gaya. Nestes poucos minutos já tinha devolvido a alma. Voltou.
O carro foi lotação completamente esgotada...rs...dez adultos e duas crianças. Ainda bem que não tinha bagagem.
Mas foi bom demais!
Todos aproveitaram muito, comeram muito, riram muito, vomitaram muito....nada foi feito com parcimônia...rs
Vão ter causus pra contar por muito tempo.

O carro foi feito pra sete pessoas confortavelmente sentadas e com cinto. Cinto?
Só eu usei o tempo todo. Aliás mesmo que quisessem seria impossível.

O público dobrou depois de 18 km de viagem

Se enfeitar e colorir já é normal, em dia de festa a coisa fica melhor ainda.
E sair pra passear é considerado um dia de feriado.
Palavra que mais ouvi durante todo o dia: Brasil.
Todo mundo, criança, homem, mulher, novos e velhos querem saber de onde eu sou.
E tirei várias fotos com eles. Só não dei autógrafo...rs




Primeira parada pra tomar chá.

Aqui, nosso motorista Gautam, explica pro povo como usar o teleférico e o que irão encontrar lá em cima.

Carinha da mãe do Anup vencendo o desafio.
Nem por um minuto falou que não subiria.
Amou!
Todos amaram.
Foi muito engraçado. Nas descida muitas pessoas, mais velhas principalmente, saiam da cadeirinha e sentavam no chão por um momento. Pra se recompor...rs

Primeira foto pra comprovar a visita...rs

Samosas  e molhos  esperando o povo pra serem devorados


Já subi duas vezes. Tá bom. Ontem fiquei esperando o povo cá embaixo e fotografando.


Ouvindo atentos a explicação do guia sobre um dos lugares onde viveu Sidharta.


Mais uma parada no final da tarde pra comer em um restaurante de beira de estrada.
Passei o dia a maçã. Prefiro do que cair doente...rs

O cozinheiro descendo o caceta na preparação. A cozinha, um breu. Não sei como ele pode trabalhar no escuro.
Não tenho coragem de comer nada.

Uma os momentos mais esperados do passeio. O banho de água quente natural, que vem das montanhas.
Depois disso, pegar o caminho de casa. 
Exaustos e felizes.



A foto sai embaçada por conta da umidade e do calorão. Uma verdadeira sauna.


Preciso muito que o nome da

PREMAMETTA SCHOOL

circule. Só assim teremos a chance de sermos ajudados por mais pessoas.

Se você no momento não pode nos ajudar financeiramente, estará fazendo muito repassando os posts do meu blog, enviando pros amigos por imeio ou qualquer outro veículo, compartilhando as noticias no Facebook, retwetando. 
Quanto mais pessoas souberem do nosso projeto mais chances teremos de ser ajudados.


Aqui estão nossas contas

PREMAMETTA SCHOOL 

IEDA MARIA RIBEIRO DIAS
HSBC
BANCO 399
AGENCIA 1561
CONTA 0831621
CPF 156643506 44

ou


IEDA MARIA RIBEIRO DIAS
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

BANCO 104
CONTA POUPANÇA 013
AGENCIA 2381
CONTA 000186058
CPF 156643506 44
(em qualquer casa lotérica )

OU

IEDA MARIA RIBEIRO DIAS
BANCO DO BRASIL
BANCO 001
CONTA POUPANÇA 15405-9
AGENCIA 4352-4
VARIAÇÃO NÚMERO 51
CPF 156643506 44
ou nas agências dos correios

ou


PAYPAL - Doação on line aqui no Blog

2 comentários:

Geltha Dubon disse...

Eu acho que a mãe do Anup tá aproveitando a vida é agora...hehehe
As fotos estão lindas,Ieda.Parabéns!
bjs

Eidia Dias disse...

Pode ter certeza Geltha...andar de carro, comer frango pelo menos uma vez por mes, ver a alegria das crianças na escola...lembra quado eu trouxe pela primeira vez as barbies, que ela ficou mais de uma hora brincando, tirando e colocando roupa, junto com as crianças?..No passeio meu bem, várias vezes ela pegava na minha mão e apertava. Como eles não são de contato físico, isso representa muito...representava beijos e palavras de obrigada...a minha alegria sempre é maior que a deles...bjos darling

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...