terça-feira, 16 de junho de 2015

MAIS UM CAUSU ORIUNDO DE CUBA

Aí, o meu amigo chegou em Havana,  alugou um carro e foi pra uma cidade do interior há umas 3 horas da capital.
E ficou conhecendo mais um pouco da verdadeira vida do cubano comum.
Ele foi visitar amigos. Pobres. Alem de pobres, indiferente de ter grana ou não, nada iria mudar muito na vida deles, porque mesmo com dinheiro não dá pra comprar o que você quer e precisa.
Vamos ao causu.
Um dos moradores da casa já tinha comprado há muitos anos, com muita dificuldade, uma grande caixa d'água pra colocar no alto e assim poder ter água dentro de casa. A água vem uma, duas vezes por semana.
Comprou a caixa mas não tinha grana pra colocar ela lá em cima. E o dia a dia rolava entre carregar balde de água pra lá e pra cá.
Carregar pra tomar banho, lavar a louça, roupa, tudo.
Quando ele chegou, por coincidência viu um vizinho instalando uma caixa parecida na casa dele.
Então ele teve a curiosidade de perguntar quanto ele cobraria pra colocar a caixa na casa dos seus amigos.
$12 dólares, ele disse. Meu amigo fez ele repetir algumas vezes porque sempre achava que não tava entendendo.
São $12  dólares mesmo.
OK. E fechou com o mané. E ele colocou a caixa lá em cima com a ajuda dos habitantes da casa.
Até aí, tudo bem, mas a casa não tinha um cano, uma torneira, nada. Tinha que comprar cano e fazer instalação pra ter água na pia da cozinha, descarga, etc.
OK. O que precisa comprar? Recebeu uma pequena lista, pegaram o carro e foram pra Havana.
Ficaram dois dias em Havana tentando comprar o material. Rodaram a cidade de cabo a rabo e nada.
Voltaram super decepcionados.
Aí é que entra a história de que ter grana não adianta nada.
Sem desanimar, conversa com um, conversa com outro, alguem se prontificou a sair catando nas casas das pessoas por pedaços de canos, restos, joelhos e torneiras usados ou não e assim conseguiram comprar uma colcha de retalhos de canos e etc.
Tudo foi colocado e ele saiu de lá com a família quase morrendo de satisfação por não precisar mais carregar balde d´água.
Tem mais uma curiosidade nesta história.
A caixa d'água que tava no chão precisou ser  esvaziada pra ser colocada em cima do pedestal dela. Foi formada uma fila de vizinhos que virou a esquina pra encher baldes.
Ainda não tem chuveiro e só terá quando meu amigo voltar lá e levar. Por enquanto eles tomam banho com a água saindo direto do cano. Mas na maior alegria.
Mas tem torneira dentro e descarga na privada.
E querem saber quanto custou esta festa toda?
Em torno de $60 dólares.
Isso mesmo. Mais ou menos 200 reais.


E pra terminar a parte mais triste. A avó da família, que sonhou a vida toda em tomar banho de chuveiro, morreu duas semanas antes da água entrar pra dentro de casa.
Morreu sem tomar banho de chuveiro uma única vez na vida.
Me lembrei tanto da mãe do Anup, que é louca pra colocar uma dentadura e poder rir e comer bem.
Se Deus quiser desta vez vou conseguir realizar o sonho dela.

                                                    
 
                               Nos ajude
Me ajude
Ajude a nossa
 
 
 
PREMAMETTA SCHOOL
   
Nossas conta

IEDA MARIA RIBEIRO DIAS
HSBC
BANCO 399
AGENCIA 1561
CONTA 0831621
CPF 156643506 44

ou

IEDA MARIA RIBEIRO DIAS
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
BANCO 104
CONTA POUPANÇA 013
AGENCIA 2381
CONTA 000186058
CPF 156643506 44
(em qualquer casa lotérica )

OU

IEDA MARIA RIBEIRO DIAS
BANCO DO BRASIL
BANCO 001
CONTA POUPANÇA 15405-9
AGENCIA 4352-4
VARIAÇÃO NÚMERO 51
CPF 156643506 44
ou nas agências dos correios

ou

    PAYPAL 

eidiabh@gmail.com


 Doação on line aqui no blog

Nenhum comentário:

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...