terça-feira, 16 de abril de 2013

No caminho da escola...crianças. Sempre!

Li em algum lugar, que a Regina Casé não pode descer pra ir até a padaria que volta com uma história pra contar. E tem gente que espanta com isso! Eu não. Toda vez que saio volto com causus e fotos. Pode não ser o causu mais sensacional nem a foto pra National Geographic, mas não volto de mãos "banana", como diria... alguem que sabe quem...rs.
Basta procurar, observar, querer, que rola.
Olhe as fotos que fiz indo pra escola hoje 

Turma de amigos...Ia fazer uma foto de um deles, mas é impossível. Nos 2 segundos que demoram pra câmera funcionar, dá tempo de juntar uma turma.
Então vai a turma toda!


Alegria e sorrisos embaixo de um sol de 39 graus....tão acostumados!

Estes dois aproveitando a sombrinha da porta da casa estavam jogando cartas.

Estes aí deu vontade de enfiar em uma baciona e dar aquele banho que nunca tomaram na vida. Longo, sabonete gostoso, toalha pra enxugar e conhecer depois o prazer e o frescor de estarem limpinhos

Como dizem os franceses: les yeux révolver...olhos revólver...que atiram, fulminam, matam. Cheios deles pelas ruas de Bodhgaya-Índia

E essa duplinha! Não é muito lindia! O pai descansando na hora do calorão e eles aproveitando pra curtir um tico o material de trabalho dele

Este é o lado lama da vida.
Peleja!

Quando cheguei na escola estes dois estavam agachadinhos na sombra descansando um pouco. Me viram e deram um pulo pra irem embora. Como dois bichinhos assustados, que sabiam de antemão que estavam ocupando a sombra alheia. Se aproveitando do que acham que não tem direito...
Meu Deus!
Chamei os dois de volta e consegui levar uma prosa e até fazer fotos.
Sempre quando falo de viagens com as pessoas, experiências, causus, comportamento, digo:
- Sempre, em qualquer situação, nunca olhe seu semelhante nem acima nem abaixo dos olhos dele. Olhos sempre na mesma altura. 
Direitos iguais, respeito idem.
Estes dois estão longe disso! Ainda não descobriram que seu direito nesse planeta é o mesmo do que de qualquer outro semelhante.
Detalhe do semblante do menor. E o olhar de indignação, na defensiva, prevenção, desconfiança, já na foto abaixo muda pra um olhar mais sereno. Sem medo. 
Mas triste.

Olhe que fofos...a confiança adquirida em poucos minutos deu ao mais velho até o direito de dar até logo...e com um pequeno sorriso!


Deuses deste país e do universo que os acompanhem e tomem conta!

2 comentários:

Clara Lopez disse...

Pena que não deu pra ver o rosto dos dois partindo, a foto ficou escura, dá uma clareada, iedinha, e posta again :)) o que houve com o rosto do primeiro, apanhou?
bjos, clara

Ieda Dias disse...

Coloquei mais uma foto Clara...c manda darling...rs
O olho do maior é "pobrema" mesmo. Deve ter nascido assim. Coisa que em qualquer lugar melhorzim ia ter jeito, né mesmo? Mas eu agora tô cada dia mais me esforçando pra não olhar muito fora dos problemas da escola. Como diz o Anup. Se a gente não focar em uma solução não faz nada direito. Mas, que corta o coração e dá vontade de fazer muito mais...ah! lá isso dá!
bjos minha querida

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...