domingo, 2 de fevereiro de 2014

Dia de agradecimento comendo crepe à luz de velas

Este post foi publicado em 03-02-2012...merece um bis. Eu acho.


Eu gosto muito de conhecer a cultura de outros povos. Costumes, hábitos, religiões. É tão legal saber a origem de provérbios, expressões!
Ontem se celebrou na França a Festa das Velas. Ela tem origem judaica.



A festa da apresentação de Jesus Cristo ( La Chandeleur ) foi ontem dia 2 de fevereiro, exatamente 40 dias depois do Natal. É a purificação de Maria e a apresentação de Jesus ao templo de Jerusalém

O Evangelho de Lucas conta: "assim que se passaram os dias da purificação, segundo a lei de Moisés, eles O levaram à Jerusalém pra apresentar ao Senhor." (Lucas II, 22)

 Segundo a lei judaica  desta época ( Lévitique), uma mãe que tem um filho é considerada impura durante 7 dias e deverá depois disso esperar a purificação de seu sangue durante 33 dias ( então durante este período não poderá frequentar lugares sagrados). Depois do nascimento de uma filha o período é mais longo: a mãe ficará impura durante 14 dias e a purificação terminará no final de 66 dias. A circuncisão do menino deverá ser feita no oitavo dia. A circuncisão de Jesus se festeja no dia do ano novo. Esta celebração hoje em dia caiu no esquecimento. Ninguém mais pensa em festejar a circuncisão de Jesus Cristo.

Antigamente, se contava o primeiro dia ( hoje, se a gente fala de oitavo dia, ele cairia no dia 2 de janeiro). Da mesma forma, Jesus morreu na sexta-feira e ressuscitou no terceiro dia, no domingo.
Esta celebração da apresentação de Jesus no Templo foi primeiro celebrada no oriente, depois foi instaurada em Roma e no final do século VII pelo Papa Sergio I para comemorar a vinda de Maria e seu filho ao templo, ele organiza uma procissão do forum à Basilica de Sainte-Marie-Majeure (Santa Maria Maior).  E durante a procissão as velas são iluminadas.
Hoje, a Chandeleur evoca mais as crepes do que as velas: é a festa das crepes! E por que não fazer na Chandeleur uma refeição de crepes à luz de velas?
Nos Estados Unidos não se festeja o Chandeleur; 2 de fevereiro é o dia da marmota. Se celebra ( meio cedo) o final do inverno e da hibernação.
Segundo um ditado popular, o 2 de fevereiro indica o final do inverno: se o dia for nublado, então a primavera será precoce; se o dia é cheio de sol, então teremos ainda 6 semanas de inverno.
De onde vem esta lenda: uma marmota que sai de sua toca dia 3 de fevereiro, volta a hibernar se ela vê que o dia tá nublado. A marmota começa a hibernar em outubro e sai do seu sono de inverno a partir do final de março. ...e não no final de fevereiro. Ele dura mais ou menos 6 meses.
 Esta lenda foi importada da Europa pelos primeiros colonos que trocaram o urso pela marmota. Mesmo que a marmota da América seja mais gorda que a marmota dos Alpes, ela tá longe de ter o tamanho de um urso.
O urso e o homem é um pouco uma história de família. O urso é o homem selvagem. Ele o único animal que anda como o homem quando tá de pé, quer dizer; com a planta dos pés. Antigamente um e outro sabiam da dificuldade de se alimentar no inverno. Por esta razão o urso e a marmota  hibernavam. Evitavam se mexer e ficar em contato com o frio, assim gastavam pouca caloria.
O despertar de um urso começa na chegada da primavera. Ele é comemorado em toda a Europa. Os homens se fantasiam de ursos. Esta tradição hoje em dia se confunde com o carnaval.
Isto tudo é muito diferente da nossa maneira tropical de viver. Distante da nossa realidade.

E aí você deve estar pensando. O que tem a crepe a ver com as velas? A crepe é feita de trigo e ela entra como um simbolo de agradecimento pelo alimento e um pedido dos agricultores para que a primavera traga bom tempo pra plantar e colher e que não falte alimento na mêsa de todos.
Eu amo agradecer.
Gostaria de me lembrar de agradecer mais.
Hoje em dia andamos com uma vida tão corrida, que não temos tempo pra estes agradecimentos como a  festa da colheita.
É uma festa super bonita e cheia de significado.

Curioso porque durante todo este tempo de idas e vindas na França, nunca ouvi falar sobre esta festa nem vi comemoração alguma. Como o halloween,  que também não comemoravam. Que eu me lembre começaram  de uns anos pra cá. Talvez estejam querendo trazer de volta a tradição e comemorar em grande estilo como o thanksgiving é comemorado nos isteitis.
Eu acho ótimo!
Obs.: pesquisei no Google

"Maria que não foi com as outras
Maria que não foi pro mar
No dia dois de fevereiro
Maria não brincou na festa de Iemanjá

Não foi jogar água de cheiro
Nem flores pra sua Orixá
A Iemanjá pegou e levou
O moço de Maria para o mar"  
                                                                  Vinicius-Maria vai com as outras

Nenhum comentário:

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...