segunda-feira, 12 de julho de 2010

Que praça é essa? Por que tem esse nome?

Passeando pelas ruas, praças e jardins de Paris, acontece de, nem sempre, sabermos a história daquele lugar, então, eu, que adoro saber causus e origem das coisas, passo pra você o que aprendi.

Place Vendôme

Ela fica no 1º arrondissement ( corresponde a bairro nº 1 ) pertinho da Ópera de Paris. Foi o Luiz XIV que mandou fazer, em 1685, ao norte da região do Louvre, uma praça idêntica à Place des Vosges, no Marais. Resolveu fazer casas de luxo e instituições. O Arquiteto foi o Jules Hardouin Mansart e, as obras, foram iniciadas no terreno que pertencia ao Duque de Vendôme, que era filho de Henrique IV. Houve muita confusão de compra e venda do terreno mas, enfim, o rei entrou no meio, acabou com o disse-me-disse e comprou o que tinha que comprar e o seu Jules pode terminar o seu trabalho.
A praça teve vários nomes : Place des Conquêtes (das Conquistas), Place Louis le Grand, nome que ficou até a revolução e já teve, temporariamente, o nome de Praça des Piques. Em 1792, a estátua de Louis XIV, que ficava no meio da praça, foi destruída e, em 1810, Napoleão I mandou colocar uma coluna pra homenagear seus companheiros de batalha. Esta coluna foi feita com o ferro fundido de canhões austríacos. Em 1871, derrubaram esta coluna que foi reerguida logo em seguida. Atualmente, a praça é o lugar onde ficam as joalherias mais chics de Paris e, também, o Hotel Ritz, onde se hospedava a Lady Diana.
Aqui na nossa terrinha, as coisas também são assim : nome de rua, avenida e aeroporto, duram enquanto não morre alguém mais famoso e, este, então, passa a ocupar o lugar do famoso anterior.

Place du Palais Royal

Foi o Cardeal Richelieu que mandou construir, em 1633, o palácio atual, onde fica a Praça do Palais Royal que, na época, recebeu o nome de Palais Cardinal, nome que durou até 1643
quando foi deixado como herança pro rei. Durante a revolução, o Palais Royal foi o quartel-general da prostituição e do jogo e é lá que, hoje, fica a cadeira do Conselho de Estado, do Conselho Constitucional e do Ministério da Cultura, além de várias lojas com antiquários, miniaturas e raridades em matéria de roupas, sapatos, jóias e tranqueiras em geral. Tudo antigo. Tá procurando um vestido Chanel de 1900 e antigamente ou um soldadinho de chumbo do exército de sei lá quem, de sei lá qual época? Lá tem ! Com cavalo e tudo.

Place des Vosges

Quando o Henrique II bateu as botas, a Dona Catherine de Médicis mandou destruir o Palacete Tournelles e construir a praça (isso em 1563). É a praça mais antiga e mais imponente de Paris. Em 1800, ela se chamava Place Royale, durante a revolução chamou, provisoriamente - só Deus sabe porquê muitas ruas e praças tiveram um nome temporário durante a revolução -
Place l'Indivisibilité. Só depois da revolução que ela passou a se chamar Place des Vosges, em homenagem ao primeiro departamento francês que pagou impostos.
Atualmente, ela é composta de 36 pavilhões, entre eles, o Pavilhão do Rei, o Palacete de Chaulnes e a Casa de Victor Hugo, que foi transformada em museu.
O Hôtel Carnavalet virou em 1880 o Museu Histórico da Cidade de Paris.
Na praça chiquérrima, tem, também, apartamentos, pessoas simplesinhas como Caroline de Mônaco, Sofia Loren e o Chico Buarque (pelo menos tinha, não sei se ainda tem, um apartamento lá pirtim).

Se a Prefeitura de Paris tiver loção que ando traduzindo, do meu jeito, o livrinho sobre ruas, praças e afins, de Paris, é capaz de mandar me prender. Mas, se eu traduzir tal e qual tá escrito, vocês vão dormir na segunda linha...rs.

4 comentários:

Maga. disse...

Seu "jeitim" ficou mto melhor c certeza.
P quem já viu de perto, é mto mais imponente q foto.Esse povo tinha mania de grandeza, né não?
Adoro a cidade, adoro este tipo de post.Assim a viagem fica mais completa.
bjos

Ieda Dias disse...

Brigadim Maga.
bjos

Anônimo disse...

Olá Ieda, tô acompanhando tudo.Adorei estes lugares, irei em todos com a sua informação. Hoje, pela manhã, 13/07, fui ao Conexão Paris e vi um registro seu sobre um post que faria sobre uma loja do Caroussel do Louvre.É isso mesmo? Voltei agora para me certificar do nome correto, e não estava mais lá o comentário. Será que errei de post? De qualquer forma eu tô de olho, tá?
Beijos
Maria Elisa

Ieda Dias disse...

Oi Maria Elisa. Que bom que tá dando certo.Tô colocando agora o post sobre a Bodum.
bjos

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...