sábado, 16 de janeiro de 2010

Arco do Triunfo - imponente, resistente, frágil, soberano!






Mais uma coisa que precisamos muito aprender com os franceses, é a conservação e manutenção de nossos monumentos. Cuidar deles com o maior carinho, porque, afinal, dali entra muita grana pros cofres do país.

Já vi o Arco, Notre Damme, a Torre, muitas vêzes cobertos completamente, por meses seguidos, porque estavam passando por reformas. Não importa se vai ter turista puto porque não pode tirar a foto sem um guindaste ou rede ilustrando. O francês não quer nem saber. O que importa é que o próximo admirador de monumentos o encontre em perfeito estado.

Falando hoje sobre o Arco...

A sua imponência se sobressai mais ainda, porque ele fica no centro de uma praça, com seus 50m de altura e 45m de largura, rodeado por doze suntuosas avenidas. Propositalmente feito pra arrasar e deixar sua marca na história, por um nanico megalomaníaco. Típico, né?

Foi construído com um tipo de pedra porosa, então, constantemente, precisa ser inspecionado, por conta de infiltração de água de chuva; sua maior inimiga. Ao primeiro sinal, já fecham tudo e vão se ocupar daquele risco que ele tá correndo. Nem o médico mais atencioso, consegue ter tanta inquietação com a saúde do seu paciente, quanto o francês com seus tesouros.

Tem um fato pitoresco que, se você ainda não observou, quando for conhecer ou visitar de novo o Arco, preste atenção. Existem muitos buracos nele. Principalmente, nas esculturas de pessoas, muitas com olhos e dedos furados que não são restaurados de propósito.

Seguinte:
Na segunda guerra, quando da ocupação de Paris pelos alemães, os casarões que ficam em torno da praça, foram desapropriados pra servir de moradia dos soldados.
Nas horas de folga, a negada ficava fazendo tiro ao Arco, pra exercitar a pontaria. Tiro no olho do outro é refresco, né? Quanta ignorância, quanta falta de respeito a um monumento público! Mas, dizem que guerra é guerra. Essa merda ridícula ainda tem muitos adeptos pelo mundo todo até hoje, e, acho, que vai estar na moda pra sempre, quer dizer, um dia o ser humano vai ser extinto desse planeta, e então a natureza e as belezas criadas pelo homem vão viver em paz.

Não vão precisar de ninguém pra admirá-las. Elas vão se sustentar imponentemente sozinhas, muito bem obrigado.


" Quando viajamos, se restabelece a harmonia original que existiu um dia entre o homem e o universo." Anatole France

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você não tem conta no google, é só clicar em 'anônimo' para enviar seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...