domingo, 3 de janeiro de 2010

Saldo de problemas da noite de reveillon. Aqui et ailleurs






Eu acho que represento bem a libriana que sou. Adoro elogiar, falar bem, quando acho que devo, mas também não tenho problema algum em mostrar o lado que não é legal. O meu, principalmente. O que não é o caso, agora.

Quando estou fora do Brasil, umas das coisas que me enchem o saco é o povo ficar muito espantado com os problemas que temos. Principalmente, quando envolve morte. Normal! Natural, você pode pensar. Sim! Mas é que, aqui, como do lado de lá, eles existem e são muitos. É tudo muito proporcional. Somos hoje quantos milhões de brasileiros? É evidente que, quanto maior a família, mais alegria e mais problemas ela nos trás.

Então, quando li essa manchete ontem sobre o reveillon na França, pensei: "Todo ano é a mesma coisa. Todo ano morrem pessoas e, carros e cabines de telefone, são queimados. Uma forma estranha de manifestar alegria ou extravasar sentimento."

Passei o reveillon de 2.000 em Paris. Só numa cidade do interior, 9 cabines de telefone foram destruídas e, olhe que não é como aqui, um orelhão, é uma cabine mesmo, na rua, com porta e tudo. Muito legal! É uma pena! De dar dó o vandalismo.

Nesse mesmo reveillon, se reuníram na Praia de Copacabana, mais de 2 milhões de pessoas e não houve nenhum incidente grave. Nada que merecesse uma manchete nos jornais.

Porque estou falando especialmente da França? Porque é um país que conheço relativamente bem, já vivi lá por muitos anos, falo a língua, volto quase todo ano por lá. Não quero ficar falando do que não conheço.
E esperei até hoje, dia 3, pra postar esse comentário, esperando o nosso "saldo de merda da passagem de ano".

Não vi nenhuma notícia, nos vários jornais que pesquisei, dizendo de problemas causados por multidão ou grupo isolado na noite do reveillon.

Manchetes tristes tinham muitas, sobre os problemas que a chuvarada está nos trazendo há muitos dias. Casas, barracos e prédios construídos de forma indevida, imprudência do homem ou descaso do governo, tem muito.
Mas não é o assunto em pauta.
Isso é assunto pra outro post.

Manchete da Globo.com /G1/-01-01/2.010
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
"França tem 1.137 carros incendiados no réveillon."

"País teve 1.137 veículos queimados na noite de Ano Novo de 2009. Polícia deteve 549 pessoas, contra 288 no ano anterior", disse ministro.
No total, 1.137 carros foram incendiados em toda a França, contra 1.147 na noite de Ano Novo de 2008/2009.
Quis mostrar esses números pra todos verem que, lá como aqui, existem problemas e vândalos destruindo ao invés de comemorar. Mas, reveillon no Brasil é festa de alegria e pouco problema. Por incrível que possa parecer, nessa data as manchetes de jornal ganham uma trégua.

" Aquele que lê muito e anda muito, vê muito e sabe muito." Miguel de Cervantes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você não tem conta no google, é só clicar em 'anônimo' para enviar seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...