quinta-feira, 18 de março de 2010

Amigos: minha turma, minha alegria !







Tem sempre alguém me perguntando se não quero, se não gostaria, se nunca pensei em trabalhar como guia turístico. Confesso que não!

Sempre que vou viajar, convido várias pessoas pra irem comigo mas, nem sempre dá certo. Muitas gostariam mas, por vários motivos, não vão.

Adoro viajar sozinha e gosto, também, de viajar com pessoas. Amigos. E tem sempre uma conversa séria antes da viagem: estamos juntos mas, não estamos amarrados. Nada de chicletes, na cola um do outro. Se a programação satisfaz a todos, iremos todos mas, caso contrário, cada um faz o que quiser e a gente se encontra no final do dia, ou da tarde, ou da manhã, ou em casa.

Recebi um imeio, semana passada, de um amigo, mostrando uma forma que está muito na moda. Pessoas passeando com pessoas. Tipo personal-amigo-de-viagem. O personal mora na cidade X, conhece a danada feito a palma da mão e tá disposto a mostrar pro turista amigo, dividir com ele o que de bom a praça oferece. Ele me pergunta o que acho. Acho legal, é um trabalho interessante pros dois lados. Nada de bando, fornada de turista tirando foto sem saber onde está, só descobrindo, com muito esforço, quando chega em casa e vê as fotos. Quanto a isso, acho legal. Você, com um amante da cidade, mostrando o que tem de mais interessante, coisas que com um bando ficaria difícil de fazer, aplacando a curiosidade, explicando o que te interessa....
Mas, o meu lado comodista, preguiçoso e aposentado de hoje em dia, já pergunta e fica com medo de umas coisinhas. Aliás, foi esse medo que sempre me afastou dessa profissão: a obrigação, o dever, tipo, pra fazer esse trabalho, vou ser paga, o outro vai me pagar... Fato ! É um trabalho ! Fato! Então, meu nego, a partir do momento que "tô pagano!!!" a coisa muda de figura.

Tenho mais saco não !
Ainda prefiro sair com os amigos, os chegados, porque podemos discutir, rir, falar mal uns dos outros (dos outros principalmente) rachar um rango ou um quarto de hotel, dizer que esse museu ou aquele artista é uma bosta e não vou perder meu tempo ali nem morta.
Nada como a minha liberdade de ir e vir.

Portanto, cambada de amigos, vamos continuar viajando tranquilos, sem estresse e sem receber nada em troca. Só quero é ter ótimos momentos pra serem lembrados e pra gente ter conversa pro resto de nossas vidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você não tem conta no google, é só clicar em 'anônimo' para enviar seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...