terça-feira, 21 de agosto de 2012

Flores para oferecer aos Deuses em Kolkata

E as flores não são pra efeitar nem casas, nem lojas, nem festas. São pra oferecer aos Deuses.

O caminho que nos leva ao mercado de flores de Kolkata não é dos mais bonitos. Mas a Índia é assim mesmo. Uma caixinha de surpresas. É só ter paciência que a beleza logo aparece.

Já íamos atravessar os trilhos quando a cancela fechou. Ficamos esperando o trem passar.

De um lado e do outro, muita gente simples. Pobre. Povo.


Adorei essa casa que virou um vaso de árvore

E as cores foram aparecendo... deslumbrantes, vivas, vibrantes!


Trem de subúrbio é igual em todo lugar. Portas abertas pra ver se ameniza o calor e as pessoas se sentindo como se estivessem em casa! Tranquilas nas portas.


Estes rolos viram colares pras pessoas e pras estátuas dos Deuses

E o vendedor sai rodeado de amarelo, de perfume, de cor. Uma belezura só!




Você viu nos últimos tempos uma imagem tão linda quanto esta?






Trabalho artesanal, minucioso, delicado, lindo!

Pausa prum chá





O sol na cabeça e girassóis rodeando as pessoas

Que cor meu Deus do céu!!!





O mínimo de roupa possível, pra suportar os 40 e tantos graus de calor

O mercado fica ao longo do Ganga. O rio sagrado

Detalhe da multidão atravessando a ponte. Um vai e vem sem fim!





Este fofo queria saber porque eu queria tirar foto dele. Disse que era porque ele é lindo!
Gostou e sorriu. Muito lindo!

Esta senhora me fez rir, porque disse que não aguenta mais as pessoas pedindo pra fazer foto dela, mas nunca ganhou uma cópia sequer. Ficou brava mas posou pra mim. E mais uma vez não levou uma foto.  Tempos modernos de fotografia só na tela. Nada de papel.

Refrescando um pouco no rio

Fiz muitas fotos dessa turma que tava descansando. Fiz filme e o engraçadinho que tá sozinho na foto queria me cobrar sei lá quanto por foto. De brincadeira, claro! Truquei cobrando o dobro pelas fotos e pelo filme e os amigos caíram na pele dele rindo. Uma farra! Queria passar uma semana ali. Só conhecendo e falando com as pessoas. Vou voltar. Claro que vou!






5 comentários:

MINHA VIDA DE CAMPO disse...

oi,QUE SONHO ESSA VIAGEM, QUE RIQUEZA CULTURAL TEM ESSE PAÍS, UM DIA QUERO CONHECER, POR ENQUANTO VOU VIAJANDO COM VOCÊ, MENINA VOU TE SEGUIR POR ONDE TU FORES. AS PESSOAS SEMPRE PERGUNTAM SE SOU INDIANA POR CAUSA DA COR DE MINHA PELE, VAI VER EM OUTRA VIDA FUI UMA.
TENHA UMA ÓTIMA SEMANA.
ANAJÁ SCHMITZ

Ieda Dias disse...

Obrigada meu bem...e quanto a ir pra Índia, basta vc querer. Programe-se e vá.
bjos bjos

Anônimo disse...

Iêda, que post maravilhoso! Apesar da "vida dura", como estas pessoas transmitem alegria através de seus belos sorrisos! Fico imaginando como deve ser bom passar o dia trabalhando com as flores, no meio delas, deitado sobre elas, ganhando o pão de cada dia! Que experiência maravilhosa, estar neste lugar! Quanta coisa te esperava heim? E o que está por vir? Bjo minha amiga do mundo! Fatinha

Ieda Dias disse...

Ai amiga...que saudaaaade!!! Queria tanto que vc pudesse vir pro nosso leilão. Se Deus quiser vai ser muito legal. Mas te espero em Bodhgaya. Tenho certeza que vcs vão me visitar lá.
bjos bjos bjos

Anônimo disse...

Gente! Impressionante o trabalho artesanal LINDO com essas flores e cores! Fico me imaginando o perfume... Pois Ieda diz q tem! Deve ser estonteante! Beijos, Anne

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...