quarta-feira, 10 de julho de 2013

Final de tarde na Praça Vermelha - Moscou

Ontem aproveitamos o final do dia pra conhecer a praça Vermelha, o Kremlin. Noite mesmo, escura de verdade, só lá pra meia-noite. 
Vou começar a mostrar as fotos e já falar o que observei em dois dias de Moscou
- Aqui o carro respeita o pedestre. Você ameaçou de atravessar a rua eles param. Se não ameaçou eles param também e esperam calmamente você atravessar
- As avenidas largas e movimentas tem pouco sinal de trânsito. Pra atravessar passarelas subterrâneas. Ninguém se mete entre os carros
- Tem homem bonito pra dar com pau...ops!
- Mulheres lindas e a moda é a mais variada possível. Tô amando a forma que a mulher russa se veste. Como quer.
- Todas as pessoas que paramos pra pedir informação nos recebeu muito bem e com muito boa vontade
- A arquitetura da cidade é lindíssima, forte, imponente, grandiosa como o homem e a mulher russa (que são fisicamente grandes e imponentes)
- O russo não é barulhento em lugar algum que visitei
- Ao contrário do que fui informada, várias pessoas falam um pouco de  inglês  e se esforçam pra entender e serem entendidos
- Lojas maravilhosas por toda parte
- Tudo caro, muito caro, mas pra brasileiro sempre tem uma saída. Supermercado por exemplo é uma ótima dica pra comer mais barato
- Nem um papelzim sequer nas ruas e vi carrinhos limpando passeios e ruas o dia todo
- A Igreja de São Basílio, hoje um museu lindo por dentro e por fora, me decepcionou assim como a Fontana de Trevi, em Roma. Achava que todos os dois eram grandiosos, imensos, altos, e não são. Mas os dois são lindos. Muito lindos!
- Como tinha lido nos comentários do nosso Hostel, " a localização é 10". Eu achei 1000. Vamos à pé pra todo lugar. Muito bom. E já até tô atalhando pra ir aos lugares. Coisa de brasileira sem medo de ser feliz
E amanhã continuo com mais fotos e mais informação

















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você não tem conta no google, é só clicar em 'anônimo' para enviar seu comentário.