segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Vacinar ou não vacinar as crianças?



Não sei se é novidade mas eu, como sou meio lerda pra muita coisa, só tomei conhecimento há pouco tempo.

Vacinar ou não vacinar as crianças? Fiquei sabendo da turma que é contra, este ano lá na França. Pra mim, vacinar sempre foi tão certo como dois e dois.

Tava eu em casa de uma amiga e ela com um bebê na maior dúvida sobre sim ou não. A médica da pequenina era contra, mas não era doida de dizer não faça. E minha amiga, como toda mãe, só querendo fazer o melhor pela filha , doidinha, sem saber o que fazer. Olha que situação!

Não vou discutir aqui a posição da médica e da turma que é contra, porque nem tenho capacidade e conhecimento pra tal, mas tô dizendo tudo isso pra mostrar um outro lado, o lado que eu percebi. De repente posso tá dizendo a maior besteira. Vamos lá!

Segundo o pouco que soube da coisa, um dos motivos de serem contra é porque, várias das doenças já teriam sido erradicadas na Europa, veja bem, na Europa. Pra que encher a pirralhada de anti-isso, anti-aquilo.

E minha amiga ficava me perguntando o que eu achava, queria minha opinião. Difícil demais!

Um dia fui levar a filha maior dela na escola e, na volta, já tinha minha opinião formada.

Disse o seguinte: "olhando a meninada na porta da escola parecia uma Arca de Noé ou uma Torre de Babel, pra ser mais simpática. Tinha criança de tudo quanto é raça, país, cor, etc. etc. E com eles, pais, mães, irmãos, amigos como eu. Como eu que cheguei do Brasil, tô aqui convivendo, indo à escola todo dia, andando nas ruas, metrôs, sentando em qualquer lugar, falando com as pessoas, tem milhões de outros iguais a mim. Este é um dos países que mais recebe turistas no mundo. Esse povão é o melhor leva-e-trás de doença".

"As doenças podem ter sido erradicadas aqui, mas vocês não estão sozinhos no mundo. Não estão fechados numa bolha."

"Eu não ficaria nem um dia sem vacinar um filho meu. Deus me livre de ter que arcar com a responsa de uma sequela pela vida toda. Nem morta."

Essa opinião, evidente que não foi a definitiva, mas deve ter pesado. A pequena tá devidamente vacinada. Contra tudo.

Dieu merci !

4 comentários:

  1. Amada
    Assunto que dá pano prá vestido completo rsrs.Opiniões variadíssimas... Aqui os pediatras, os que conheço é claro, são da turma de seguir tooooodo o calendário de vacinação! Penso quiném: vacina e ponto.
    Beijuuss n.c.

    www.toforatodentro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Com a globalização acho que essa história de doença exterminada não existe mais.
    bjins

    ResponderExcluir
  3. Tia, sou da turma completamente leiga. E do alto da minha ignorância já peço desculpas por uma possível besteira.

    Concordo plenamente contigo. E se fosse pra apostar grana, apostaria.

    ResponderExcluir
  4. Não teria forças pra carregar um filho com paralisia por exemplo. Nem força física nem psicológica.Deus me livre!
    bjins

    ResponderExcluir

Se você não tem conta no google, é só clicar em 'anônimo' para enviar seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...