quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Aí, como aqui, a natureza exibe orgulhosa sua beleza


Publiquei fotos dos Alpes Franceses essa semana, mostrando a maravilha da natureza no inverno europeu.

Recebi essas fotos de dois queridos leitores, mostrando as belezas da nossa terra. Nada a ver com comparação ou disputa, que o meu é mais bonito que o seu. Cada um no seu quadrado e o quadrado de cada um tem coisas lindíssimas.

Vejam essa quaresmeira em Belo Horizonte, no esplendor da sua florada. Coisa mais linda de se admirar. Cada cacho de flor mais lindo do que o outro. E a cor... uma maravilha.

O caminho fechado com o bambuzal, é nos arredores do Grande Hotel de Araxá em Minas Gerais, onde fica também o caminho bucólido pra dar aquela caminhada depois de um almoço mineiro. Eitia vida dura!



E os pores-do-sol !! ( que língua a nossa!)

As fotos foram tiradas da janela do quarto do nosso amigo leitor.

Onde?

Onde?

Acreditem se quiser...

Em São Paulo senhoras e senhores. São Paulo tem céu maravilhoso e pores-do-sol de cair o queixo.

E, pelo visto, o dono da vista não se cansa de admirar. Eu também não me cansaria, afinal, não existe um sequer igual ao outro.
















Me lembro que, quando morei no Iraque, uma das coisas que mais admirávamos, era o céu de dia e à noite.

Criamos o hábito de avisar uns aos outros. Como não tínhamos telefone, aquele que visse primeiro que o sol tava se pondo, gritava : "solllllll" -parecia casa de maluco, ouvíamos como se fosse um eco, a notícia passando pra frente. Era de emocionar. Nunca vi nada igual em lugar algum.

E, à noite, nunca na minha vida vi tanta estrela! Era difícil de avistar uma estrela, eram amontoados delas, clarões brancos. Também, naquele desertão, poluição zero, era o mínimo que podia ter: todas as estrelas à nossa disposição.

E, nas noites de lua cheia, era de assustar, chegava dar medo, ela era enorme e clareava o deserto, fazendo aquele contraste de arrepiar. Nunca soube porque a lua naquela região é tão enorme. Quem sabe algum de vocês pode me dizer.

Assistimos, ano passado, na Índia, em Pushcar no Rajastão, um pôr-do-sol também de cair o queixo. Todos se sentam às margens de um grande lago pra apreciar a beleza e aplaudem quando ele desce finalmente e some no horizonte.

Eu acho o sol muito lindo, mas a lua ganha com muitos votos na frente.

Afinal, ela é feminina, esplendorosa, brilhante, serena, suave e tem sua TPM mensal. Cada semana toma uma forma diferente da outra mas, quando a TPM se vai, ela explode toda sua formosura, seu glamour, sua insinuação, deixando a gente de boca aberta, admirando, querendo mais, ansioso pelo próximo encontro.

E vocês me perguntarão: "E o sol?"

O sol é aquele macho escaldante, que te faz transpirar, sufoca e extasia, te queima, te resseca, bebe toda a sua água mas que também te aquece nos dias frios, contando que você corra atrás dele porque, como todo macho que se preza, gosta de mostrar indiferença, pra no final do dia, deitar e dormir, não sem antes, com todo seu orgulho de macho, se pavonear, fazendo você babar diante dele, se esquecendo que você lhe deu mais um dia da sua vida e da sua força.


E ele parte seguro de ter sido o vencedor.



















































11 comentários:

  1. Em todo e qualquer lugar pode-se admirar a beleza da obra de Deus. Basta saber ou querer olhar.

    ResponderExcluir
  2. Não posso deixar de colocar o comentário do meu querido e modesto leitor
    bjins

    "Ficou super-hiper-mega-plus de bonito, o que mais posso falar?Não comentei no post obedecendo sua política de não divulgar nomes pois, é claro, eu iria me trair.Veja se não tenho razão ao dizer que é necessário TALENTO para escrever assim do nada. Há quanto tempo tenho estas fotos e nunca me passou pela idéia divulgá-las assim, criando uma poesia, mostrando que a beleza da obra de Deus está em todo e qualquer lugar.Imagino como você se sente quando recebe comentários sobre seus escritos. É como se fossem seus Filhos/Filhas se projetando, progredindo. Uma maravilha.Muitíssimo obrigado."

    Eu que agradeco a sua gentileza de me haver enviado as fotos.Elas inspiram.

    ResponderExcluir
  3. Iêda, foi de arrepiar a comparação do sol. Vc tem escrito de uma maneira admirável. Realmente dá prazer de ler. Bj. Fatinha.

    ResponderExcluir
  4. oi Eidia, gostei muito dessa sua observaçao dos pores-do-sol, lembro-me bem desses do iraque, realmente arrepiante, mas tambem fiquei muito emocionado com um que assisti em Cabedelo na Paraiba, aquela coisa incrivel acontecendo e um cara tocando la na frente entre voce e o por o bolero de ravel numa barquinha simples, tem que ver, o shouwzaço dura examente o tempo do por do sol.
    demaisssssssss
    beijos
    Jorge

    ResponderExcluir
  5. Gente, esta aí é minha cunhada, tá!!! Pito, pitô.
    Ieda, vc está arrasando na escrita. Sempre foi muito boa, mas está ficando cada vez melhor. Chega dar inveja (inveja boa, ok? Sabia que tem um esmalte que chama inveja boa?), esta descrição do sol e lua, que nunca tinha pensado antes. Bjs mils
    Kátia

    ResponderExcluir
  6. Sabe donakátia, que nem eu, né? Saiu...rs... o povo anda descobrindo que todos os livros que leu e ainda lê não foram em vão.
    brigada meu bem.
    bjins

    ResponderExcluir
  7. Pois é meu amigo, tá aí você que não me deixa mentir. No iraque também tinha coisa bela. E esse da Paraíba, é famoso. Espero conhecer um dia. Me lembro do tanto q vc se entusiasmou com a cidade.
    bjins

    ResponderExcluir
  8. Pois é meu bem, não é que de quando em vez o povo acerta a mão? Brigadim, viu?
    bjins

    ResponderExcluir
  9. Geente do céu, o povo agora tá até poetando... se superando a cada dia. Tô bobíssima ! (Preguiça de criar conta, pra assinar com nome, vai anônimo mesmo - Marlaise)

    ResponderExcluir
  10. Pois é darling, doravante prafrentemente o povo passa a escrever dormindo. Funciona...rsssss..
    bjins

    ResponderExcluir

Se você não tem conta no google, é só clicar em 'anônimo' para enviar seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...