sábado, 13 de fevereiro de 2010

Curiosidades - As diferenças culturais



No Brasil, desde que uma mulher fica sabendo que está grávida, assim que recebe o resultado do exame, já compra ou já ganha um presente pro neném. Existe mesmo uma competição entre os amigos e parentes pra ver quem dá o primeiro presente. A festa começa logo aí.

Aqui na França e, soube que também na Bélgica, existe uma superstição, que com o passar do tempo, vai se diluindo a partir de cada geração, mas que é ainda muito comum.

Antes do sétimo mês de gravidez, o embondinho não recebe presente nem a futura mamãe compra nada.

E tem mais : a grande maioria só compra, tudo que o bebê vai precisar, depois do nascimento, quando ele já tá em casa.

Aquele prazer que nós temos de ir curtindo aos poucos cada roupinha, ir comprando as coisas pro quarto, folhear mil revistas pra descobrir qual ninho vai ficar mais lindo pra receber a cria, do lado de cá do Atlântico, não rola.
Me lembro da pequetita que fui babá durante alguns anos. A mãe chegou em casa com a trouxinha embrulhada com as roupinhas do hospital e saiu logo depois de apresentar a casa pra nova moradora, pra comprar fraldas e as primeiras roupas.
Nem berço elas compram, nesse caso ela já tinha um porque era a segunda.

Doido, né? Pra nós, sim, pra elas, mais que normal.
Sempre digo pro povo que anda comigo : prestem bastante atenção aos costumes e à cultura de cada povo e, a partir daí, vão perceber, cada dia mais e mais, o quanto fica difícil julgar, censurar, dizer que é feio, anormal, ridículo. Mau-gosto é uma palavra que não existe pra mim; penso que existem gostos diferentes.
Eu, depois de muito percorrer caminhos, descobri que a palavra ridícula, fica cada dia mais e mais ridícula.

9 comentários:

  1. Você disse tudo, são os costumes. E saber deles, pelos vários lugares do mundo, é enriquecedor.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Tenho anotado uma série deles, Cyrano. Vou passando aos poucos. Adoro isso.
    bjins

    ResponderExcluir
  3. E o belo tá cada vez mais belo no seu blog.

    Bjo.

    ResponderExcluir
  4. Brigadim B, e com esse povo levantando minha bola, lá vamos nós...rs.
    bjins

    ResponderExcluir
  5. Pura sabedoria Ieda,

    Bisoussss!!!

    ResponderExcluir
  6. Assim você me deixa virmilhinha de vergonha, Osimar.
    bjins

    ResponderExcluir
  7. Oi Ieda!
    Tudo bom?
    sou mãe da Denise(amiga da Juliana), e gostaria de saber se vc tem alguma dica de hotel em Paris (bem localizado e com bom preço)que pudesse me dar. Estou indo com meu marido em maio próximo. Adorei seu blog.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Ah, sim... depois de viajar um cadinho e conhecer algumas culturas, decidi não julgar mais as coisas que os outros fazem. O que para mim pode ser ridículo ou impraticável, para outros pode ser essencial, como respirar.

    ResponderExcluir

Se você não tem conta no google, é só clicar em 'anônimo' para enviar seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...