sábado, 27 de fevereiro de 2010

Palm Beach. Eu me meto em cada uma !











Tenho uma sobrinha que diz: "Pessoa mais desnecessária!" A expressão diz tudo e vem a calhar com o causu que vou contar.
Tem pessoas que passam pela vida da gente e não deixam absolutamente nada, ou, pra não ser muito injusta, quase nada.

Estava morando e trabalhando em NY, quando um amigo me falou que uma cliente dele estava procurando alguém pra trabalhar pra filha dela que morava na Flórida, em Palm Beach. Eu já logo pensei : "Povo com muita grana não é fácil", mas, como sou chegadinha numa aventura, não conhecia essa parte do país, pagavam bem e o trabalho seria coordenar o povo que se ocupava da casa - jardineiro, arrumadeira, passadeira e tudo que termina em eira - lá fui.

Passagem paga pela futura patroa e ela mesma, em pessoa, iria me buscar no aeroporto. Isso queria dizer das duas uma: ou que eu deveria considerar isso uma honra ou o bicho tava pegando pro lado dela, então, ela ia pessoalmente até o cativeiro pra ter certeza que a caça não lhe escaparia.

Não me lembro como, mas devia de ter algum código e ela me reconheceu logo que apontei no aeroporto.

Magrela, daquelas que só come 1 ovo por dia, 1 folha de alface e chupa uma pedrinha de gelo de sobremesa. E veio com o marido, grandão, falando grosso e alto - tipo estranho.

E fomos pro estacionamento. Foi a primeira e última vez que andei num Jaguar, rastando no chão de tão baixinho. E foi também a primeira vez que me sentei num carro e o cinto correu pra me abraçar - xilápiti! - levei um susto, mas não disse nada porque ele também abraçou os outros dois passageiros.

E fomos fondo.

Existem dois Palm Beach: o Palm Beach dos ricos e o West Palm Beach, que é onde moram os latinos pobres que trabalham pros ricos do Palm Beach dos ricos. Eita país interessante esses EUA !

Sabe aquelas casas que a gente vê em filme que, saindo da rua, entramos com o carro num caminho ( que em filme se chama "alameda" ) lindo até chegar na casa láááaaa no fundo ? Pois é ! Era assim. A minha cara, né? Eu me meto em cada uma! Trabalhar com princesa, povo rico americano... nada a ver comigo.

Tinha uns quatro ou cinco carros estacionados no pátio largo em frente à casa e pensei até que poderia ser alguma reunião, sei lá, aniversário, mas não era não. Um carro era da dominicana que ficou minha amiga, que ia todos os dias só pra se ocupar da roupa do povo e da casa. Tinha um carro do jardineiro, outro do mané que limpava a piscina, outro de um que tava arrancando folhas das palmeiras, sei lá Deus porquê, enfim, tinha acho mais um ou dois que não me lembro de quem eram.

Ela me apresentou aos meus aposentos... Não meus senhores e senhoras, não era um simples quartinho, eram aposentos. Naqueles tempos - que já estão bem distantes - a minha TV deveria ter umas 40 polegadas e ficava na minha salinha, antes do quarto. Um luxo! Um apartamentinho super simpático.

Era o casal - soube logo que eram recém-casados, ele bem mais velho que ela - e uma filha dela, que tinha 10 anos. Ela tinha outra filha mais velha que não cheguei a conhecer.

O moço tinha mina de diamantes na África e falava com o continente africano, pelo telefone, o dia intirim. Falava alto pra cacete - talvez as ligações não fossem boas - e fazia muita careta pra falar. Eu não podia olhar pra ele, senão ia rir muito. Peleja !

Não sei se cheguei a conhecer a casa toda e arredores, porque só fiquei um longo mês por lá.

Continuo essa história amanhã. Foi só um mês, mas deu pra rir muito. Nunca me deparei com tanta futilidade e bobeira na minha vida.

Dinheiro pra mim não é tudo mesmo! Caí fora.

9 comentários:

  1. Ahhh.., tenho q esperar até amanha?
    Eita!!
    bj

    ResponderExcluir
  2. Ai minha amiga, essa história é comprida...pode pegar o chá e os biscoitos...rs.
    bjins

    ResponderExcluir
  3. Já peguei chá, biscoito e sanduíche, pode contar, tô esperando ::))
    abraço,
    clara

    ResponderExcluir
  4. Aguardem cambada. Espero findar a saga em 3 capitulos.
    bjins

    ResponderExcluir
  5. Já estou ligadinho, na espera do segundo capítulo...
    Eita povo!
    beijinho

    ResponderExcluir
  6. Segunda-feira. Já ta no forno.
    bjins

    ResponderExcluir
  7. rsrsrs
    até imaginei a situação... num suspense danado, sem conhecer o destino, aí senta no banco e o carro te prende, numa chulapada só! rsrsrsr
    foi ótima essa!

    ResponderExcluir
  8. Jacú sofre, Thica! Ainda tenho muito mico pra contar.
    bjins

    ResponderExcluir
  9. Já é amanhã??? Já é amanhã???

    (inspirado no..."Mãe, já chegou? Pai, falta quanto para chegar?" depois de 5 minutos de viagem de BH para São Luís)

    ResponderExcluir

Se você não tem conta no google, é só clicar em 'anônimo' para enviar seu comentário.